terça-feira, 31 de janeiro de 2017

OS NETOS DE DEUS

Temos muitos adolescentes na igreja, e muitos deles foram criados na igreja, ou seja, são crentes desde  bem pequenos, levados pelos pais. E assim foram criados.
Vi, uma vez, um pregador  falando em um culto para adolescentes, e ele, depois, pediu para aqueles adolescentes que nao tinham certeza da salvação, viessem à frente. Qual não foi minha surpresa ao ver que muitos vieram, alguns chorando, aceitando Jesus como Salvador, pela primeira vez. Fiquei confuso na época. 
Isso quer dizer que Deus nao tem netos, só tem filhos, e aqueles que foram criados na igreja devem aceitar ele como Salvador em algum momento de sua vida. O pregador estava certo.Deus nao tem netos, mas filhos, e a salvação é individual. 
Foi a primeira vez que vi aquilo; parece que poucos obreiros pensou nisso. Talvez aquela tenha sido a primeira vez que alguém tenha feito aquilo. Depois desse dia, isso aconteceu várias vezes. Foi aí que a igreja percebeu que existia muita gente na igreja que ainda não havia nascido de novo, apenas foram criados como crentes.
Ainda bem que houve esse despertamento na igreja. Muitas pessoas que ainda não eram salvos, tiveram um encontro verdadeiro com Jesus. 

O PREGADOR E O USO DO PORTUGUES

Muita gente nao conhece isso, ou não tem interesse, mas é bom o pregador sempre prestar atenção quando está falando a palavra de Deus, no uso que faz da língua. Para isso é bom estudar a Gramática.
É bom ter cuidado no uso dos verbos e no uso dos plurais e do singular, a falar expressando bem o sentido das palavras, não falar, por exemplo, "nós vai", "duas pessoa", "a gente tamo", entre outras coisas. expressar bem a língua em que prega ajuda ao ouvinte entender a mensagem. Aliás, isso é um dos ensinamentos que se tem na EBO todo ano, em Recife. Aprende-se tudo isso.
Veja os pregadores que fazem sua preleção no Templo Central, nas transmissoes, e do pastor Aílton, principalmente. Eles exprimem bem a concordância verbal e nominal. As flexões são todas de acordo com as normas padrão de nossa língua. claro que antigamente não era assim. Nossos pais na fé que nos pregaram primeiro o evangelho pentecostal, eram homens vindos do Norte, dados ao conhecimento bíblico e secular, e encontraram dificuldades em ter pregadores que tivessem o mínimo desse conhecimento.
A Assembleia de Deus sempre primou mais pela unção, e não foi muito de buscar o conhecimento secular e bíblico, com as igrejas históricas. Tanto, que os irmãos que falavam bem o Português eram tidos por "crus", sem unção. Mas isso hoje mudou. Temos pregadores que falam bem os termos certo, com toda a pompa que podem. Ainda bem.
Todo pregador deve buscar conhecimento da língua de seu país, para que pregue bem a mensagem, com clareza e bom conteúdo, bem expresso.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

EV MARCELO TELES |17º CONGRESSO DE ADOLESCENTES DA IEADPE | 29.01.17

O PROFETA RANZINZA

Sua história se passa no século VIII antes de Cristo, quando o reino de Israel estava no auge, mas cheio de pecados, denunciados por Amós e Oséias, profetas de Deus nesse tempo, os quais denunciaram o pecado, tal como fez Jonas.
Jonas foi o único profeta que não ficou alegre com o sucesso de sua missão. Enquanto Jeremias sofria por não ter sucesso nela, esse profeta não se conformava pelo sucesso que teve. Era muito estranho esse homem de Deus. Será que não agimos assim também?Preferimos que Deus mate um vizinho ruim, um marido, um filho, ao invés de orarmos para Deus salvar ele? É isso que às vezes fazemos. Não é fácil.
Mas a controvérsia do livro de Jonas não para aí. Alguns dizem que ele não foi escrito por ele, por que há expressões aramaicas e hebraicas recentes no livro, e o grande número de milagres impede que ele seja visto como histórico, segundo os céticos, como se Deus não fizesse milagres. Absurdo isso. Outra coisa é dizer que não há nenhuma inscrição assíria falando desse episódio tão importante. Será que os assírios iriam mesmo dizer isso, considerado algo "vergonhoso". Houve um período que houve uma rainha chamada Semírames, a qual foi regente com seu filho Adade-Nirari III (810-782) houve um impulso na direção do monoteísmo. Outros dizem que houve duas pragas severas na Assíria em 765 e 759 A.C., como também um eclipse total em 763 A.C., os quais eram considerados como evidências de um sinal divino, e, com certeza, preparou os corações deles para aceitar a mensagem de Jonas.
O livro de Jonas já foi interpretado como uma alegoria profética, uma lenda, um parábola. Nessas interpretações, ele é uma análise e crítica ao judaísmo Pós-exílico, e a cidade de Nínive representa o vasto mundo não judeu que aguarda o despertamento que só a verdadeira mensagem de Deus pode trazer. O grande peixe é Babilonia, que engoliu o profeta (o cativeiro). Mas é aceitável que foi um fato histórico, asseverado por Jesus em Mateus 12.40 e Lucas 11.30.
Se Jesus disse que foi um fato histórico, quem são os críticos para dizerem o contrário? Vale a pena estudar o livro do profeta Jonas, pois é a palavra de Deus.

domingo, 29 de janeiro de 2017

MARCELO TELES: AS CARACTERÍSTICAS DE UM SERVO

Terminou o 17º Congresso de Adolescentes no Templo Central, Recife, PE, infelizmente. Deixará uma grande saudade.
Só o coral foram de mil vozes! Os gastos foram muitos, embora a camisa tenha custado 25 reais, fora as passagens desses adolescentes, e eles terem que tomar banho, se arrumar, enfim, foi uma estrutura complexa montada.
Seria bom que os alguém patrocinasse os adolescentes que nao podem pagar cinquenta reais para se inscreverem, afim de que tome parte na festa.Soube de uma que só pode vir aos dezessete anos, porque nao pode vir antes, por falta de dinheiro.
Muitas pessoas salvas, vinte e cinco no domingo, para a glória de Deus. Foi muito bom isso. Quantas bênçãos Deus derramou nesses dias!
A palavra do domingo pela noite foi com Marcelo Teles, evangelista da IEADPE, o qual pregou sobre o servo e suas características, em 2 Pedro 2.15, e explicou o que queria dizer ser servo, segundo o grego koiné, do Novo Testamento, passando por outros livros do Antigo Testamento também.
A mensagem foi dirigida na unção do Espírito Santo de Deus, e houve mensagens dirigidas para pessoas ali reunidas, segundo a autoridade do Deus cultuado, IAVÉ. Foi uma maravilha mesmo esse último dia. Se ontem foi bom,imaginem hoje, com uma palavra explicada e cheia da unção de Deus. Muita gente lá fora também, recebendo as bênçãos através do telão, e houve mensagens de Deus dirigidas a eles. Da mesma forma quem assistiu pela TV.
Dentre as características de um servo, está a humildade, amor, retidão, e um viver com voluntariedade, como Daniel.
A característica do pregador da noite é cultura bíblica, secular e muita unção de Deus.Aprende-se muito, e ele gosta de fazer apologia durante a pregação. Cada um tem a ferramenta como Deus dá. É uma característica única.
A RBC1 tem uma rica estrutura, que, durante as transmissões pela internet, procura divulgar no mundo todo o evangelho. Que bom isso. Os repórteres deram uma boa cobertura ao evento.

SE TIVÉSSEMOS TRENS ATRAVESSANDO O BRASIL!...


Já pensou se tivéssemos uma linha férrea daqui para o sudeste do Brasil, e que fosse também ao norte?Seria bom isso, quanta riqueza não traria para o nosso país, e quantas facilidades em comprar mercadorias, como frutas do norte, roupas do sul, e tantos outros serviços e produtos.
Na Rússia há a Transiberiana, na França há trens rápidos que atravessam o país também. Praticamente em toda a Europa, mas no Brasil predominam as rodovias, mal feitas e com asfaltos feitos com materiais de péssimas qualidades. Absurdos.Fora as mortes.
As viagens de trens de Pernambuco para o sul, por exemplo, seria primorosa, e até românticas.Casais poderiam comemorar viajando nesses trens. Namorados também, e noivos. Existiria os vagões-restaurantes, como nos filmes, e como o trem da rússia. que não seria isso.
Eu mesmo viajaria sempre, principalmente para as praias do nordeste, conhecendo a comida, pelo caminho, pois o trem pararia vez ou outra, e se venderiam pratos feitos, e comidas de consumo rápido. Se conheceriam as frutas desses lugares, as pessoas, a cultura, a curiosidade de cada região pela qual passasse o trem.
As cidades que estivessem perto das estações, cresceria mais, e outras surgiriam perto desses lugares. Seria muito bom. A prosperidade seria bem visível.
Muitos aproveitariam a viagem para relaxar, para visitar parentes, para trabalhar, para fazer negócios diversos, e, como os evangélicos fazem, evangelizariam em todos esses lugares. Que benção.
Mas é disso que a elite tem medo.Querem deixar o povo em eterno estado de penúria e sofrimento. Quanto mais pobreza, mais poder.Além do mais, as multinacionais do Petróleo e das montadoras de automóveis não deixam isso acontecer. Esse estado de coisas atuais fazem elas terem mais poder. Infelizmente, ainda não surgiu um presidente de peito que fizesse isso, que jogasse o jugo das transnacionais para longe do Brasil.

UVAS


Quer ficar livre do colesterol ruim? Tome sucos de uvas pretas! Elas são ótimas para isso. Porque elas anulam os radicais livres do organismo, e eliminam a gordura das veias.Por isso, tome sempre esse suco, vale a pena.
Além do mais, esse suco tem a mesma caloria de um refrigerante, com a diferença que o suco é nutritivo. Saúde!

sábado, 28 de janeiro de 2017

JUDEUS DE TODO O MUNDO COMEMORAM O DIA DO HOLOCAUSTO


Hoje, 27 de janeiro, é comemorado, pelos judeus o Dia do Holocausto, INSTITUÍDO PELAS NAÇÕES UNIDAS em 1945, quando eles lembram dos horrores que foram essas maldades dos nazistas contra os judeus, pois segundo dizia Hitler, era uma sub-raça e um atraso para a economia alemã, a qual era roubada e prejudicada por eles, segundo o monstro dizia.
Hitler matou seis milhões de judeus, e isso foi feito metodicamente, estudado em todos os sentidos, desde o século anterior a isso, pois nao foi de repente que isso acontecedu pouco a pouco, e Hitler só foi o estopim dessa tragédia, que os árabes tentam desconstruir, dizendo que foi mentira, coisa totalmente sem cabimento, essa afirmação dos árabes.
Inúmeros filmes e séries foram feitos sobre isso, dentre eles, "A Lista de Schindler", de Spilberg. Tambem há o diario de Anne Frank, bastante lido no mundo todo. Há muitos outros.
Muitos livros também foram escritos, e feitas muitas reportagens. Muitos testes que os nazistas faziam são usados hoje pela medicina, muitas pesquisas com esses seres humanos, mas que, hoje em dia, é usado para o bem da humanidade. A tecnologia que os nazistas usavam eram bem melhores que a dos aliados. Diz-se que, quando os aliados chegaram à Alemanha, chegaram ávidos em busca de algum vestígio dessa tecnologia. Com certeza conseguiram muitas, creio.
E a Alemanha se recuperou de um modo grandioso, desde a grande derrota sofrida; que povo! Cada vez que sofreu derrota, se recuperou delas. Muitas técnicas que os nazistas usaram aprenderam da Igreja Católica, quando da Suja Inquisição, que matou milhares de judeus para tomar suas riquesas, como fizeram os nazistas.
Nos livros e filmes são falados dos livramentos que Deus deu a esses judeus, quando embaixadores e cônsules da Espanha, Portugal, Brasil e outras nações se compadeceram dos judeus e deram vistos de entrada para eles. Esses são considerados pelos judeus "justos dentre as nações". Até pessoas comuns foram usadas para isso, pois algumas dessas pessoas esconderam muitas crianças judias. Deus não permitiu que os judeus fossem exterminados. Depois disso, a ONU, cumprindo uma profecia de Isaias 66.8. O brasileiro Osvaldo Aranha teve um papel fundamental nisso.
Enfim, o assunto é vasto, não caberia em um artigo como esse. Mas é bom lembrar disso, como algo que jamais deveria ter acontecido.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

OS EVANGELHOS E O RELATO DOS ANJOS NO TÚMULO DE JESUS

Algumas pessoas acham que há erros nos relatos dos evangelhos em relação ao número de anjos que apareceram às mulheres. Mateus e Marcos dizem que foi um, já Lucas e João mencionam 2. Qual o relato verdadeiro. Nenhum problema nisso.
A questão aí é que apenas os dois primeiros evangelistas falam só de um, enquanto que os dois últimos mencionam os dois, e só um dos anjos falou com Maria Madalena, segundo relata João.
É bom saber isso, pois algumas pessoas afirmam que a Bíblia se contradiz nisso, mas não tem nada a ver. Não há contradição, apenas questão de estilo de cada escritor bíblico.
E como o relato do cego Bartimeu. Mateus menciona dois, enquanto Marcos fala de um só, que foi o que se destacou, do qual Mateus fala. São duas versões do mesmo episódio, e cada um tem seu estilo, como duas notícias de jornais falam de um mesmo fato e se complementam. Antes de ler a Bíblia, prestemos atenção a isso. Ao invés de sair dizendo que é contradição (falo aos céticos) examinem, que é o mais certo (Mt 28.5 e Mc 16.5; Lc 24.4 e Jo 20.12; Mt 20.30 e Mc 10.46).

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

QUAL A ORIGEM DOS DEMÔNIOS?

A Angelologia, na Teologia sistemática, é Doutrina dos Anjos, e estudada em todos os seminários teológicos, quer evangélicos, quer católicos. É uma doutrina bíblica, e de grande importância para o conhecimento bíblico, e acerca do reino de Deus e da sua obra, e a igreja.
Essa doutrina não estuda só os anjos, mas, também, os espíritos maus em geral. Num desses estudos está a origem dos demônios, que foram e são enfrentados pela igreja até hoje. Desde que Jesus começou seu ministério enviou os setenta para pregar a palavra.
Agora, a questão é: de onde vieram os demônios?Alguns teólogos, como Bancroft, diz que, talvez, eles são espíritos que existiram antes do ocorrido no que diz o versículo dois do capítulo um de Gênesis,onde houve um grande cataclismo, e as pessoas, que nesse tempo existiam, as quais também se juntaram a Satanás contra Deus, perderam seus corpos, e vivem até agora assim, a serviço do diabo e fazendo com que as pessoas fiquem sobre o domínio deles. A opinião do teólogo Bancroft e outros, é que era outra raça de seres vivos, e Deus deixou que eles ficassem vagando. Mas a Bíblia não dá apoio a isso, e essa questão fica em aberto, e só saberemos no final dos tempos. Mas há outros teólogos que afirmam serem os demônios anjos caídos, e que se apossam das pessoas para fins diversos, o que a Bíblia afirma.
Os demônios são seres distituídos de corpos, ao que parece, são inteligentes, são maus em sua natureza, e são muitos em número. Eles se apossam dos corpos das pessoas, e trazem impureza moral (Mt 8.28; Lc 4.33,36;Mc 5.8,11-13;AT 87).
Há pelo menos, quatro fases na relação do demônio com os seres humanos:  tentação, obsessão,crise ou transição, possessão. Na primeira, é apenas sugestão espiritual, e tanto os crentes quanto os não-crentes estão sujeitos; a segunda, é fruto da entrega gradual e frequente da pessoa às tentações demoníacas; a terceira é uma luta pela posse definitiva da pessoa, quando o indivíduo resiste ao demônio, e pode até ser bem sucedido. A última é possessão, quando a pessoa fica totalmente entregue ao poder demoníaco, onde ocorre o paroxismo, quando ela perde a consciência e o demônio toma conta (Mt Mt 9.32,33; Mc 5.4,5;Lc 9.37-42; Mt 10.1;Mc 5.2; Ef 2.2; 2 Pd 2.10-12; Ef 6.10-12; 1jO 4.1; Ef 4.17-27; Mt 15.22-28;Tg 4.7; Ef 4.26,27; Mc 9.17-27; 5.2-13).
Então, é bom conhecermos essa doutrina de modo sistemático, afim de estarmos prontos para a batalha.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

O MODELO DE GOVERNO DA IGREJA




Pelo que vemos, a igreja tem três formas de organização principais: o sistema episcopal, o sistema presbiteriano, e o congregacional.
O sistema episcopal é usado pelas igrejas anglicanas,a Igreja Católica, a Igreja Protestante Episcopal dos Estados Unidos,  e a Igreja Metodista Episcopal. Essa forma de organização consiste de três coisas, que são: bispos, sacerdotes e diáconos. Em todas essas, o poder se concentra no clero, que se perpetua no poder indefinidamente.
O próximo é o presbiteriano,  cuja disciplina é confiada a um conselho compostos de pastores e ancião eleitos, mas pode ser revisado por um conselho superior. Essa  organização fica assim: o conselho, cujos membros são eleitos pela congregação individual; o presbitério, composto de delegados dos distintos conselhos; o sínodo, corpo composto de delegados  desses conselhos, e, por fim, a assembleia geral, composta por delegados de todos o presbitério. Esta é a mais alta autoridade do sistema presbiteriano de governar.
No sistema congregacional, todo o poder é exercido pela igreja local, e é considerado o único modelo que realmente está de acordo com a igreja primitiva. Essa forma de organizaação seguida pela igreja Independente da Inglaterra, as igrejas congregacionais da América, e as igrejas batistas do mundo todo.
De acordo com o Novo Testamento, era a igreja local, e não o ministério ordinário, que tinha poder de disciplinar os membros e de excluir eles. Ela também elegia seus próprios oficiais, pois tinha total autonomia.
Foram igrejas locais que escolheram importantes bispos como Atanásio (328 de. C.), Ambrósio (374 d.C.) e Crisóstemo (398 d. C.). É bom sabermos isso. Além do mais, a igreja local decidia sobre coisas que não estavam claras nas Escrituras.
Agora, veja o modelo assembleiano, segundo o pastor Alcebíades Pereira de Vasconcelos:

No nosso entender, a igreja cristã biblicamente entendida, governa-se a si mesma, mediante o sistema democrático em que todos os seus membros livremente podem e devem ouvir e ser ouvidos e ser ouvidos, votar e ser votados, conforme a sua capacidade pessoal de servir(…) A igreja cristã, à luz do Novo Testamento, é uma democracia perfeita, em qual o pastor e seus auxiliares de administração (tenham as categorias ou denominações que tiverem) não dominam, pois quem domina sobre ela é Jesus, por mediação do Espírito Santo, sendo o pastor apenas um servo que lidera os trabalhadores sob guia do mesmo Espírito Santo; e, neste caso, é expressa e taxativamente proibido ter domínio sobre a igreja. I Pedro 5.2,3. 


A Assembleia de Deus é um misto delas todas, atualmente o poder se firma nas mãos de um pastor-presidente, um verdeiro bispo geral. Seria bom se permanecesse como ela começou, que foi segundo o modelo congregacional segue, mais democrático e dentro da Palavra de Deus, conforme mostrado na Bíblia.

No interior, a igreja segue mais o modelo congregracional, e na capital, segue mais o modelo episcopal, estando ambas sujeitas às convenções regionais e nacionais. Myer Pearlman disse algo interessante sobre isso:

As primeiras igrejas eram democráticas em seu governo- circunstância natural em uma comunidade onde o dom do Espírito Santo estava disponível a todos , e onde toda e qualquer pessoa podia ser dotada de dons para um ministério especial. É verdade que os apóstolos e anciãos presidiam às reuniões de negócios e à seleção dos oficiais; mas tudo se fez em cooperação com a igreja (Atos 6.3-6; 15.22, I Co 16.3, II Co 8.19, Fp 2.25).


E, assim, segue algumas igrejas, cheia de belas mudanças!








BIBIOGRAFIA



OLIVEIRA, Raimundo Ferreira de. As Grandes Doutrinas da Bíblia. Rio de  Janeiro, CPAD, 1987.

Disponível em:< https://juberdinizete.blogspot.com.br/2009/11sobre-omodelo-eclesiastico-da.html/>. Acesso em: 23 jan de 2017


PETRA OU PETRUS, ONDE SE FIRMA A IGREJA?

Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;
Mateus 16:18





Nunca dois substantivos no grego causaram tanta discurssões sobre quem é, na verdade, o líder e o baluarte da igreja, do modo como esses dois substantivos PETRUS e  PETRAS, com significados bem distinto, causam.
Petrus é pedrinha, ou fragmento de pedra, no grego koiné; Petra é uma rocha grande. Claro que Jesus é essa rocha, no qual a igreja esta firmada. Por isso que não podemos concordar com essa interpretação romana, de que Pedro é a base da igreja. Nunca foi, tanto Pedro, como nós, somos fragmentos de pedras usados por Deus, mas fazemos parte da igreja de Cristo. É contra ele, a confissão de Pedro, que as portas do inferno não prevalecerão, e não contra Pedro. Ao contrário, Jesus foi traído por Pedro, e o mesmo falhou feio. A igreja jamais poderia estar firmada em um ser humano, pois ninguem jamais venceu a morte, o diabo, e o mundo, só Cristo, o Messias.
Além do mais, além de Gálatas 1.18, não se fala mais em Pedro nas cartas Paulinas. Pedro foi missionário em Samaria, com Filipe, e ele nao foi pastor em Jerusalem, mas Tiago, irmão do Senhor, como deixa claro Atos 15, onde foi decidido, nesse primeiro concílio, sobre costumes e doutrinas.
Portanto, meus irmãos, é Petra, e não Petrus, a nossa rocha.

sábado, 21 de janeiro de 2017

MÚSICA GOSPEL: BELAS MELODIAS, LETRAS ORDINÁRIAS


Temos ouvido, há bastante tempo, como as canções evangélicas tem diminuído em qualidade, em melodias e em ritmo, e, principalmente, nas letras.
Mas não é só isso. Muitas vezes os cantores evangélicos querem seguir a moda do mundo, pois até mesmo os produtores seculares tem sido contratados por cantores evangélicos, e no final, esses cantores evangélicos terminam seguindo uma carreira igual aos cantores seculares, compondo e cantando músicas com letras sofríveis, que não louvam a Deus, mas apenas exaltam o homem. E esses mesmos hinos são cantados nas igrejas, conjuntos de jovens e adolescentes, e até de adultos.
Mas como deve ser a verdadeira música evangélica? As letras devem glorificar a Deus, sua majestade, seu poder, suas obras, e tudo o que ele tem feito, como nos ensnam os salmos. Letras que exaltam a grandeza humana, e diz que ele vai vencer a todo custo, e muitas vezes nem consideram que Deus é que deve ser exaltado, e não o ser humano.
Os cantores evangélicos, em sua maioria, têm se rendido ao modismo, fazendo letras que não dizem nada com nada, não exaltam o sacrifício de Cristo, e o compromisso com seu sangue, e se quer falam de sua vinda, nossa maior esperança. É isso que as letras evangélicas devem falar, e não de temáticas humanas, exaltando seu próprio ego e não a obra de Deus. Algumas vezes o desvio é tanto, que as letras até se parecem com canções esotéricas, falando de viagem interior, uma temática que exaltam o home e seu suposto poder de transceder a tudo. São letras sincréticas. É um perifo que deve ser combatido pela Palavra. Cabe oao pastor ficar atento a isso, e não permitir que se toquem esses hinos heréticos nas congregações.
Mas em Pernambuco há cantores que procuram honrar suas chamadas, como Jair, Eliã, Alberes, cantores oficiais da IEADPE, que têm o privilégio de cantar no templo sede, em Recife, entre outros cantores avulsos, que cantam hinos com lertras sãs.
Temos ouvido isso nas letras de Cassiane, algumas, Anderson Freire, Aline Barros, Cristiana Mel, diante do Trono, e até Shirlley Carvalhaes, apesar de ser uma das cantoras que mais têm letras confiáveis, biblicamente falando. Há,ainda, cantores novos, que mais parecem cantores do mundo, do que os chamados gospel, linha de músicas cuja influência é americana, cujas letras são pobres de doutrinas bíblicas. Mas ainda bem que ela não é como alguns, que cantam apenas para vender discos, só pensam nos ventres deles.
A ideia de ser um cantor com compromisso com Deus, parece que está se acabando. Os tempos estão mesmo outros, se cumprindo o que Paulo fala em 1 Timóteo 4. infelizmente, algumas heresias tem entrado na igreja pelas músicas mal feitas, e até feitas com esse propósito mesmo, afim de que os intentos de Satanás consigam penetrar na igreja. Precisamos ficar atentos a isso. Leiamos mais a Palavra, para que fiquemos vacinados.
DISPONÍVEL EM: VISAOABRANGENTE.BLOGSPOT.COM.BR

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

E SE MARCOS ANTÔNIO CANTASSE NO TEMPLO CENTRAL DE RECIFE?


Seria interessante isso. Mas logicamente inviável, humanamente falando.
Marcos Antônio é um dos maiores cantores evangélicos do Brasil, com uma verve musical de causar inveja a muitos. É um talento impressionante. Certamente esse seu sucesso foi promessa de Deus em sua vida; e ele mesmo já disse isso. Mas ninguém o viu ainda cantar na Assembleia de Deus de Recife, na capital. O que seria preciso para esse cantor ir ao Templo Central da Assembleia de Deus em Recife, e cantar seus hinos? O que ele teria de perder, e fazer, para que isso ocorresse?
Ele teria de deixar de fazer certas coisas, como os shows evangélicos, deixar de ser tão "livre" em sua maneira de ser, e conformar-se aos ditames dessa denominação, que também é a de sua de origem. Atualmente, não se sabe em que denominação o mesmo faz parte, pelo menos a maioria não sabe.Outra coisa que ele teria de fazer, certamente, seria firmar um contrato com a Bereia Music, selo da Assembleia de Deus de Recife,a mesma de Eliã, ícone da mesma, e abrir mão de cantar livremente onde quisesse e onde pudesse cantar. Teria que mudar muito, o nosso cantor. É um dos mais talentosos compositores do Brasil, sem dúvida. Entre os seus álbuns estão "Fique à Vontade"; "Valeu à Pena"; "Eterno Dependende", entre outros. Dizem que o hit "Pastor" é endereçado a um pastor dessa denominação de origem sua, que fez certa exortação a ele . E parece ser verdade. E é uma carreira impressionante essa dele.
No entanto, depois de alcançar todo esse sucesso, e se sentir tão livre em seu modo de ser, e ter a liberdade que tem, dificilmente Marcos Antônio iria se submeter, de novo, a algumas normas de sua denominação. Parece que ele gosta de ser um cantor que cante o que queira, e vá para onde goste. Mas eu gostaria de ver ele cantando no Templo Central, em pleno Congresso de Mocidade.Seria bom se ele não tivesse enveredado por caminhos que o deixaram tão diferente de como ele era quando era membro da Assembleia de Deus de São Lourenço,a mesma onde o pastor Aíltom, presidente da IEADPE, pastoreava, perto de Recife. Quem sabe um dia?

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

NENHUMA DENOMINAÇÃO SERÁ ARREBATADA


A igreja de Cristo está espalhada em várias denominações, povos, linguas, e nações. Pelo mundo todo é grande a diversidade. E ele conhece cada um.
No entanto, no arrebatamento nenhuma denominação irá subir. Não, nenhuma mesmo. Só irá subir a igreja invisível de Cristo, formada por todos aqueles que lavaram suas vestiduras no sangue de Cordeiro, que foram regenerados pelo Espírito Santo. O resto não importa para ele, pois já estão vomitados de sua boca. Deus não tolera eles. Sem serem transformados, pode até ter dez cargos na igreja. Se for apenas alguém que faz parte de uma denominação, não irá subir. Tem que ser mais que isso. É preciso ser mudado por dentro. Hás pastores que ainda vivem nas trevas, ainda não nasceram de novo. São presbíteros, evangelistas, e até quem se auto-intitula apóstolos. São meros títulos, são meras denominações. Muitas delas  são templos de Satanás transvestidos de templos de luz.
Há até quem se orgulhe de fazer parte de determinada denominação: "somos a maior", "a mais rígida", "mais dentro da palavra", "temos mais de cem anos já", "temos o melhor seminário", quando muitas vezes é a que mais erra, por causa do orgulho e presunção. Israel também se orgulhava de ser o maior povo do planeta, e Deus acabou com ele como nação. Achavam que o templo era a coisa mais preciosa que eles tinham, e que Deus não os castigaria apenas por ter o templo lá. O templo foi queimado, eles foram levados, e a religião vazia da qual falou o profeta Joel se acabou. Vamos parar de ser menino. Leiam essa profecia do templo em Jeremias nos capítulos 7 e 11.
Nenhuma denominação será arrebatada. todas ficarão, mas os remidos subirão mais rápido que a luz. Os eleitos estarão para sempre com Cristo, e aqueles que se orgunham de pertecer a determinado grupo denominacional, mas nao pertecem a Cristo, ficarão para sempre na condenação eterna, pois sua tão grande e poderosa denominação nada poderá fazer por eles.

Kim - Grande Amor (Original)

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

A PREGAÇÃO VERDADEIRA


Diversas pregações tenho visto por aí afora, principalmente nos templos de minha denominação, ASSEMBLEIA DE DEUS  de Recife. Tenho observado que muitas vezes os pregadores estão levando o conteúdo da pregação para o lado errado.
Um dos erros é pregar a palavra dizendo que Cristo irá resolver os problemas do ouvinte. Cristo não morreu para reslover problemas de ninguém.  Morreu pelos nossos pecados, segundo as escrituras, e ressuscitou, segundo as escrituras. É essa que deve ser a pregação. Não é para resolver problemas financeiros de ninguém. Primeiramente, acima de qualquer coisa, ele morreu para salvar nossa alma da condenação eterna. Pregação cristocêntrica é assim.
Chamar o pecador à salvação dizendo que seus problemaas de família serão resolvidos é um absurdo. Se Deus quiser resolver ele resolve, mas primeiramente não é isso que ele quer. Riqueza é um detalhe, emprego também, e até casamento. Paulo falou aos Tessalonicenses que o teor da pregaçaõ dele foi poder e uma mensagem sobre Cristo. Ele podia ter usado a filosofia grega dos pré-socráticos, dos pós-socráticos, dos epicureus e estóicos. Não. Preferiu falar de Cristo Jesus. Aprendamos a falar só dele. Deixe dinheiro para lá, emprego, casamento, namoro...Primeiro é a salvação da alma, como disse Paulo: "Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado.
(1 Coríntios 2:2).
Que se ensine isso aos pregadores; uma boa aula de hermenêutica e Cristologia ajuda.Principalmente leitura da Bíblia. Muita leitura.

O JOGO PSICOLÓGICO DE TRUMP

Tenho quase certeza que  o presidente americano Trump está jogando com a política mundial. As declarações que ele tem dado não tem sentido, a não ser que ele saiba o que esteja fazendo. Talvez seja um jogo psicológico dele. Ele diz declarações que deixa o mundo de orelha em pé. Não creio que um homem que, em toda a sua vida, lidou com tantas empresas, com tanto dinheiro e com tantas pessoas influentes, e que viajou tanto como ele, não saiba o que esteja fazendo. Uma pessoa que, como ele, lidou com poder o tempo todo, não faria isso se não soubesse o que está fazendo. Ele sabe e muito bem.
Ele tem criticado líderes do mundo todo, e olhe que nem começou a governar. Está é amolecendo a carne para depois comer. É isso.
Sua amizade com o presidente Putin não é por acaso; ele sabe o que faz. Quem quiser que acredite que ele está obcecado por poder. Ele sabe o que é poder. Lidou e lida com muito dinheiro, muita influência. Ele está jogando. Quando assumir vai dar as cartadas finais. Cartadas que podem acabar com os EUA de vez, ou acabar com a UE  de vez, e enfraquecer a Europa. Aguardemos.

sábado, 14 de janeiro de 2017

É SÓ VITÓRIA?

Nós somos cristãos, e pensamos em vitória, apesar da luta ser tremenda. É isso que pensamos, só em vitória.
Mas, numa noite dessa escutei uma preleção de um presbítero que disse que "devemos parar com esse negócio de dizer que é só vitória. Não é só isso não, é muito fácil isso. É luta também." O que ele não entendeu é que se há vitória, é porque houve luta.Só há vitória se houver luta.Não havendo luta, não há vitória. É preciso ver o contexto.
É um erro que tenho observado em muita gente que quer interpretar a Bíblia ou um hino, não vê o contexto, e aleija a mensagem. É preciso atentar também para a linguagem poética, e não pode ser esquecido. Não se interpreta texto poético como literal. AÍ escutamos coisa que não tem nada a ver. Vamos interpretar direito!

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

REAVIVAMENTO

Precisamos orar pelos cultos de pregação, para que pessaos sejam salvas, para que algo de sobrenatural aconteça durante o culto, como antigamente, e não só aquele ritual todos os cultos.
Não é ritual que salva (mesmo porque ritual não é coisa de igreja de Cristo, mas da lei) mas sim, o poder de Deus. Cadê os dons ministeriais e do Espírito Santo? Cessaram? Será por isso que essa lição da CPAD está com essa temática? Precisamos de mais frutos. Precisamos de mais batismos, menos dinheiro, mais unção, menos prédios. Igreja de verdade precisa ver a manifestação do poder do Deus, se não, que diferença terá de uma organização humana? Oremos por mais milagres, sinais e prodígios, como no início, pois a igreja precisa ver isso com mais frequência.
Em todo culto agora já sabemos o que vai acontecer, desde o início, e nada de diferente ocorre. Cantorias, cantorias, palavra, e olhe lá. Precisamos de mudança. A igreja não é assim. Cadê os intercessores?

A LUTA, A INTERCESSÃO, E A VITÓRIA

Sabe qual a batalha mais difícil?É a da oração. Pense numa batalha! E ai de nós se não orarmos!
Tem coisas que só vai na oração; mesmo aquelas que parecem mais simples, como um emprego,por exempĺo. Vejamos porque o diabo luta para que nem isso nós conquistemos.
Imaginem um pai de família, servo de Deus, desempregado, duas filhas, e mulher, sobrevivendo porque Deus permite. Ele tenta de tudo, e nada.Concursos, passa em alguns, ninguem chama. Vai para a justiça, e nada. O que pode vir ao pensamento de uma pessoa dessa? Fora isso, há desprezo de todos os tipos, humilhações diversas.E o diabo também lutando para que isso não se realize. Não é preciso o diabo aparecer para saber que ele luta contra nós, para que não possamos ter a mínima alegria. Se temos essa vitória, isso significa vitória sobre o diabo também, pois se nao pudermos sustentar a família, nos frustramos, e a vontade que vem é de deixar Deus, perder a vida espiritual, tudo. Até um emprego o inimigo quer impedir que tenhamos, pois a mínima alegria que seja, é derrota para ele, já que o mundo az no maligno, disse o Mestre. Por que isso significa fortalecimento da fé, para nós.
É aí que entra os intercessores! Pessoas que Deus levanta para orar, para termos vitórias sobre o inimigo, sobre os demônios, que usam as pessoas não só para nos prejudicar espiritualmente, mas materialmente também. Mas a igreja intercede por nós, e Deus vai livrando da morte, tirando os impedimentos, os laços quebrados, livramentos de morte... É isso que Deus faz conosco. Algumas vezes Deus levanta pessoas para orar por nós de madrugada, para dar um emprego, livramento e bênçãos espirituais diversas, e nós nem desconfiamos. Ou revela nossa situação a alguém de oração e ordena que ore por nós, e essa pessoa ora, Deus age, e nós vencemos.Tudo é pela oração. Por isso, se Deus ordenar a você que ore por alguém, e jejue, faça isso, ele tem um lindo propósito por trás, e você estará unido a Deus nessa luta. Uma vez Deus me deu uma mensagem a uma mãe cuja filha chorava a três dias! Era uma batalha, e Deus disse que ela intercedesse pela filha, e foi vitoriosa; esse é o JEOVÁ TSIDIKENU, JEOVÁ JIRÉ, JEOVÁ SABAOTH, JEOVÁ SHAMÁ, O EL ROI!
Com base nisso, digo com todo a certeza: toda a nossa vitória aqui na terra, depende de nossa oração e da oração da igreja. AMÉM.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

NOVO ESCÂNDALO NA CGADB


De novo aconteceu. A CGADB (Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil) está envolvida em escândalo de corrupção novamente por causa de eleição, e de poder. Foi feito uma auditoria e se descobriu que a eleição estava sendo fraudada novamente, como de outras vezes, segundo se denunciou. O presidente atual é o pastor José Wellington Bezerra da Costa, e esta já é a sétima. Ganhou  eleição que o mesmo participa. Ganhou seis vezes.
Alguns pastores denunciaram à justiça para que seus nomes fossem tirados do rol de membros de CGADB, e não fossem usados para coisa alguma. Havia até nomes de pastores que já morreram, de pastores que não estavam em dia com as mensalidades do ógão, e que também não eram inscritos como membros desse órgão, e, mesmo assim, estavam constando que votaram. O que será que há por trás disso?
Vejam que escândalo e vergonha para o reino de Deus! O que esses homens pensam que é a igreja de Deus? O amor ao dinheiro cegou eles? É uma vergonha o que está acontecendo com a CGADB. De novo?!
É a descida sem volta, penso, pois toda eleição agora é assim. Dessa vez os irmãos querem que qualquer pessoa se candidate, e não só uma chapa ou duas, como vem acontecendo. Que medo é esse que essa liderança atual tem? Alguma coisa está acontecendo por baixo do lençol, creio.
É por essa e outras que a igreja IEADPE  tem vontade de se desvencilhar desse órgão, embora não admitam, é isso que querem mesmo. Até pastores de dentro falam isso. É a lógica. Parece que o dinheiro é que é o referencial desses homens agora. Estão envergonhando a igreja, isso é escândalo. Nunca leram 1 Coríntios 6, onde Paulo, o homem de Deus, manda que não coloquem os irmãos na justiça, perante infiéis, para que não deem escândalo ao nome de Cristo. Não há um só sábio entre vocês, da CGADB, que possa resolver isso? Tenham vergonha, irmãos! Coloquem a mão na consciência, respeitem a igreja de Deus, não transformem ela em algo sem valor, em um clube, um banco, uma asssociação!
Espero que esse seja o último escândalo; não se pode mais tolerar isso.Ou acaba de vez com a CGADB, ou ela se concerta de vez.

COSTUMES NÃO SÃO REFERENCIAIS DE SANTIDADE


Costumes são costumes, doutrinas são eternas. Cada vez mais alguns estão confundindo as duas coisas. Vamos, de uma vez por todas, fazer essa divisão. Querem ter costumes, que tenham, mas não deem o mesmo valor dos costumes às doutrinas. Só quem santifica é o sangue de Jesus, a palavra de Deus e o Espírito Santo, costumes devem existir, se houver essas tres coisas na vida do crente.Se ele tem costumes, e não tem isso, esses costumes valem tanto quanto o lixo vale, pois estará baseado nas nossas justiças, que são 'trapos de imundície",disse Isaías.
De onde alguns irmãos tiram essa ideia que precisam cortar a barba para ser santo, só usar bermuda, nao raspar as pernas, pintar o cabelo...Coisas que na Bíblia não significam santidade.Tiago disse que a religião de verdade é guardar-se da corrupção do mundo; Pedro disse algo semelhante no capítulo 1.13-19. Paulo, o filósofo e teólogo, disse, em Gálatas 5 que as obras da carne são prostituição, impureza, lascívia, beb edices, glutonarias, e outras coisas semelhantes a essas. Isso sim é pecado. Não temos o direito (nós da Assembleia de Deus), como denominação, de ser o referencial das outras igrejas. O referencial é Jesus Cristo, não as denominações. Estas existem para salvaguardas a igreja de Cristo. Embora existam várias denominações, há uma so igreja,uma só fé, um só batismo, a igreja de Cristo em todos os países, povos e nações. Façamos essa diferença. 
Os batistas, congregacionais, prebiterianos, n]ão estão fora do reino de Deus porque as irmãs de lá usam calça comprida, e os irmãos usam barba. sejamos sensatos, isso nada tem que ver com santidade.
Então, irmãos, se lembrem: costumes não são referenciais de santidade, mas sim, o Espírito Santo, o sangue de Jesus,e a palavra de Deus.

AÇUCAR NA PELE



Quer saber como a pele negra é atraente? Vá a uma loja, seja no shopping, ou no centro da cidade. Fique fazendo pesquisa, olhando os itens, bem natural. Sem que você espere, vai ter alguem atraído pela cor negra de sua pele, certamente achando ela bonita e brilhante. Não se contendo, ainda chamam um amigo que estiver perto, para seguir você, por que a beleza de sua pele negra tem esse poder. eles tão admiradores, que seguem você até sair da loja, e ficam bem de lado do apareio que fica na entrada da loja, que às vezes apita quando você passa por eles. Gentileza deles e delas.
Não importa se você está mal vestido ou bem vestido, nada atrapalha a atração. Não importa o cabelo grande ou cortado à maquina, eles adoram seguir quem tem a pele escura. É lindo isso. O interessante é que as pessoas que tem a pele clara, não têm atração alguma, são desprezados, coitados. Quem manda não nascer com a atrativa pele negra? Sofram, jamais irão ter o prazer de ter alguém atraído por sua pele negra. Quanto mais branca a pele, mais desprezo os vigilantes das lojas têm por essas pessoas. Tenho pena delas. Desprezam tanto elas, que mesmo quando escondem algo da loja, e são vistos, por serem "brancos demais", os vigias nem dão bola. Burgueses de pele branca, coitados.
Quem sabe fazendo uma campanha pela TV essas pessoas desprezadas por esses guardiões das lojas de shoppings e outros lugares, não começaram a sentir atração pelas peles brancas? Elas merecem.

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

ESTÓRIA DO BRASIL

A história do Brasil é cheia de mitos; há o mito de Tiradentes, do descobrimento, da traição de Calazar, de Silvério dos Reis, da preguiça dos índios... Nós, desde pequenos, fomos treinados para crermos em mitos, e eles até hoje são ensinados, tanto por historiadores que acreditam nele, como por aqueles que sabem que são mentiras, mas mesmo assim mentem, foram treinados a não pensar e não agir em prol da verdade. Esses mitos são perpetuados pela elite, para que as massas sejam modeladas ao que os poderosos querem, pois fazem surgir e sumir heróis como fumaça.
Que responsabilidade deve ter o historiador nisso? É culpado por perpetuar esses mitos? Mentem para sobreviver? Nossa história foi fabricada, é uma mentira, mal escrita, mal vivda, mal aceita. O Brasil não devia aceitar um herói falso, história falsa, e uma tradição manipulada. Absurdo.
Precisamos fazer história, e deixar essas estórias para lá. Acho que Papai Noel tem razão de ser.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

O ACHADO





Ele sempre demonstrou deslumbramento pela teoria darwinista, naquele dia, ficou muito mais aceso. Queria ver agora o que iam dizer seus adversários criacionistas. Eles iriam ficar sem palavras quando relatasse o ocorrido daquela manhã de sábado. Foi isso que pensou  G. Fan Nático, professor de Darwinismo Geográfico de uma escola particular em Recife.
Foi à casa de sua mãe, e passou a tarde lá, conversando com seus irmãos e sobrinhos, brincando de bola no quintal, pois era o esporte  que mais gostava, sempre nos finais de semana ele fazia isso, seja com amigos, no campo, ou mesmo família.
Perto de sua casa havia um resquício de Mata Atlântica, em Dois Unidos. Teve vontade entrar nela, e andar pelo menos uns quinhentos metros adentro, e foi o que fez, sozinho, como gostava. Se empolgou e andou cerca de uns quinze minutos, mata fechada, lugar que ele duvidava se alguém chegou ate ali. Havia uma pequena lagoa, onde podia tomar um belo banho, e foi o que fez, água cristalinas, cantos de passaros raros, coloridos, aquele clima bom, o sol, podia-se ver seus raios pelas copas das árvores. Chiados de insetos diversos vinham para ele, e se sentia como o bom selvagem de Rosseau, possuído de bela inocência. Ai sair da água, pisou em algo frio, e tirou logo o pé. Qual não foi sua surpresa! Era um relógio de bolso,parecido com  desses que tinham sido fabricados mais de um século atrás. Ficou muito surpreso com o achado. Aquilo, sem dúvida, era uma prova da evolução. Aquele lugar era muito reservado, não poderia jamais ter surgido aquele relógio ali. Aquilo foi obra da natureza há muito tempo. Claro que demorou muitos séculos para que aquele relógio ficasse pronto, além do mais, o  acaso previu até a tecnologia! A “fabricação” desse relógio deve ter começado há pelo menos cinco mil anos, quando essa tecnologia não existia, claro. Ali, naquele lugar perto de sua casa! Ficou maravilhado. No relógio não havia nome de marca alguma, o metal nele ainda era bruto, pesado, embora os ponteiros de segundos e minutos estivessem funcionando perfeitamente. Seu coração palpitava como se estivesse com taquicardia.Já pensava no rosto espantado dos criacionsitas, da mídia vindo atrás dele, querendo entrevistas, pois ele possuía algo único, ninguém no mundo tinha isso. Fotos suas no Istagram, Facebook, vídeos dele no Youtube,Twitter, nos jornais do mundo todo. Aquele lugar ali seria fechado, e aquilo  ali se tornaria fonte de grandes estudos científicos, tudo porque ele havia achado um relógio construído pela natureza, sem ser usada inteligência, sem planejamento, apenas surgiu. Aí ele pensou: se esse relógio, que não é um ser animado, ou seja, com alma, surgiu, porque não a vida? Começou a procurar pelo elo perdido, ali  devia ter um, iria esfregar na cara dos criacionistas, que eles jogassem a Bíblia fora, não servia para nada, e dava uma rizada enorme, parecendo possesso.
Saiu rápido e assim que chegou em casa, foi logo mostrando à sua família, que, espantados pela explicação dele, não foi pouco o espanto também. Ligou para seu cologa professor da escola onde ensinava, no Colégio Despensamento Cotidiano,no centro da cidade do Recife,  onde ensinava Darvinismo Geográfico, que surgiu há poucos anos, devido aos avanços dawinistas na área de Geografia. Cresceu tanto, que tiveram que inaugurar essa “Ciência” nova.
Foi uma hecatombe de emoção, essa divulgação do achado do relógio das eras. Como ele previu, todas as redes sociais vieram ao seu encontro. Seu vídeo no Youtube bombou, em uma semana foi para mais de 50 milhões de visualização, o mesmo nas outras redes sociais. Afinal, mas uma “prova” do darwinismo. A CNN o chamou para dar entrevistas, e outras TV’s da Inglaterra, Rússia, e quase todos os países da Europa, pois o Vaticano não quis conversa, e o papa Psiu VII não permitiu que o Jornal do Vaticano o entrevistasse. Se  bem que alguns padres ficaram eufóricos com esse achado.
 Por causa desse achado ele pediu, por escrito, ao Ministério da Educação brasileira que fizesse ser excluída de todas as bibliotecas do Brasil a Bíblia dos criacionistas; não havia mais porque ter ela nas bibliotecas, já que foi compravada, de vez, agora, a teoria, corrigindo, o evoluciosnismo, pois já não se pode chamar teoria. Foi comprovada pelo achado do “relógio evolucionista”. Isso é tudo. O ministro da educação emitiu uma comunicação ao presidente, por escrito, e esse iria se reunir com acessores para averiguar isso. Os protestantes não ficaram com medo disso, pois perguntavam de onde veio os metais usados na dita “fabricação” do relógio. Foi respondido pelos dawinistas que apenas surgiu, como surgiram os gases, a luz, o tempo, a ameba, a vida, tudo… Apenas surgiram, o acaso é que cuida disso, não houve planejamento, nenhum Ser  inteligente cuidando disso, apesar do universo ter fortíssimos indícios de ter sido plenejado.
Foi assim que G. Fan Nático, professor de uma nova ciência, assumiu a cadeira de secretário de educação da cidade de Utopilândia, no Sul do país, uma das mais visitadas pelos turistas. O bairro de dois Unidos se tornou o lugar mais visitado do Brasil todo.


por J.M.Lou

sábado, 7 de janeiro de 2017

LIBERDADE


Cândido era um bom rapaz. Tinha vinte e dois anos, e estava terminando um curso de história na UFRPE, em Pernambuco. Adorava Marx, e seu livro “O Capital” o deslumbrava tremendamente. Respirava esse livro, e citava ele em qualquer que fosse a coversa. Coemeçava sempre dizendo: "Como falou Marx", e prosseguia.
Durante o curso, foram poucos os dias que ele não vestiu vermelho, e sempre era com uma frase relacionada a Marx, Engels ou che Guevara. Adorava mostrar que era marxista. Nos ônibus, então, ele discutia com quem quer que fosse que criticasse Marx. não importava quem estava ali, queria era defender seu deus. Sim, embora ele não admitisse, era falso pensador era o deus dele, e agia como se sua vida tivesse ele como referencial. mandou fazer tres santinhos, e colocou neles os nomes de São Marx, São Engels, e São Guevara. escreveu uma carta para o papa, afim de que ele pudesse incluir esses "santos" no rol dos que deveriam ser catequisados. 
Até que ele conversou com Bentrue, um amigo seu do curso, sobre isso; já falara algumas vezes, mas ele nunca escutava, ficava excitadíssimo quando percebia que alguém de direita iria criticar seu deus. Mas, depois desses anos, aprendeu a ver a outra parte, e escutou o que seu amigo tinha para dizer-lhe.
Bentrue começou mostrando porque que o marxismo não era viável economicamente, e fez um bom discurso sobre o absurdo dessa ideologia, dessa religião, desse mal. Falou do fracasso dele na Rússia, onde surgiu, do Vietnan, e várias nações, até a China, que teve que se render ao capitalismo se quisesse sobreviver como nação, aquecer sua economia. Agora, vive numa simbiose. Mostrou uns dados e deu alguns livros sobre o capitalismo, e a inviabilidade do sistema denominado socialismo. Percebeu que os países mais avançados do mundo eram capitalistas, e nove deles eram protestantes em sua origem. Aquilo para Cândido foi como um véu tirado dos olhos. Compreendeu tudo. Por anos acreditara numa fantasia, em um louco varrido de ódio que queria levar a humanidade para buraco moral em que vivia. Pensou que espécie de ser humano ficava contra a instituição familiar, e a transformava em algo mau. Se bem que ele numca aceitara essa parte da teoria de Marx, pois fora criado em um bom ambiente familiar, era fruto de um lar feliz, e nisso Marx era um frustrado.
Depois de ser convencido por Bentrue, jogou fora todos os livros socialistas que tinha em casa, cerca de duzentos. Aconselharam ele a vender, mas ele disse que coisa ruim não devia ser dada a ninguém, esses livres eram venenos, pior que droga. Falou com seu professor, e disse que estava saindo do partido socialista no qual os dois eram bem atuantes. O professor ameaçou reprovar seu TCC. Felizmente o professor não teve êxito, não poderia ter feito isso, pois havia outros professores mais conscientes que sabiam separar uma coisa da outra. Desse dia em diante, Cândido resolveu ser ativista contra a teoria marxista, e iria mostrar o mal que viveu, como sua mente vivia confusa, não mais transformaria a verdade em mentira.
Depois de formado, ele decidiu que iria ensinar sem misturar sua ideologia com o ensino escolar. Marx, nunca mais.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

COMO ERA DOCE O MEU NEGÃO


Uma coisa curiosa que tenho observado nas universidades públicas, é  a maneira como as garotas brancas lidam com os negros de fora, como  esses de alguns países que têm convênio com o Brasil,como Moçambique, Quênia, entre outros. Eles veem estudar aqui através de um intercâmbio que o governo federal tem feito com essas nações.
Um deles, bem conhecido, já teve várias namoradas brancas, e olhe que ele não é o que se chame um galã negro. Elas simplesmente ficam doidas por eles. Como se diz, ficam embevecidas. Parecem que esquecem do preconceito delas contra os negros do Brasil, o que é bom, e de tudo que lembre preconceito contra eles. Por quê aqui no Brasil ainda há preconceito, infelizmente.
Nisso tudo, o curioso é que com os negros daqui, muitos deles bem mais "apessoados" que os desses lugares, elas nem ligam. Percebi que os  daqui são discriminados, os de fora, amados. Talvez pelo fato desses negros de fora jamais terem sido escravos, e os daqui serem descendentes de escravos, a maioria deles. Não que isso diminuísse eles como seres humanos. Mas porque essas meninas agem de modo tão contraditório? Deveriam agir da mesma forma com todos os negros, e não só serem legais com os de fora, e desprezar os daqui. Deveriam ser legais com todos eles, os de fora, e os daqui.
Esse mesmo ao qual me referi no começo do texto, já teve  umas seis namoradas, todas lindas, brancas, talvez as mesmas que levaram cantadas de outros negros, os daqui, e dão aquele fora neles, como “te enxerga”, “procura teu bloco”, “tua turma”, etc. É estranho isso. Um deles me disse que boa parte delas são bem interessantes, ficam doidas para fazer tudo por eles, apenas por serem negros de fora, e ficam alegres por estar "ficando" com um negro estrangeiro. Sei lá, mas parece um glamour para essas garotas.
Precisam ver que os negros daqui também precisam ser respeitados. Deviam pensar isso.
Cheguei à conclusão que para um negro como eu ficar com uma branca de boa família aqui no Brasil, tem que dizer que é  de fora, e ao menos ensaiar um sotaque leve. Esses garotos de pele negra são mais cobiçados, ou melhores que os daqui, para elas. Não há preconceitos com eles. Da mesma forma ocorre com as garotas negras. Os caras piram por elas. Na verdade, essas burguesas brancas gostam mesmo é de um negão. Que bom que pensam assim, pelo menos em relação a eles.
O bom disso é que diminui mais o preconceito, o ruim disso é que os amores das garotas brancas de nossas universidades pertecem mais aos negros de fora. Aos daqui só resta o preconceito.

CEM PRECONCEITO ALGUM

by Leo Nardus Mouras



Toda vez ele ia ao CEGOE só para ver ela passar. Era a mais linda das alunas que estudavam à noite. Tinha um quê de superior, algo que a destacava das demais. Não era só a beleza. Era magra, cabelos ondulados, una negra linda. Pele tão macia quanto um sabonete Boticário. Não havia garota como ela na UFRPE.
Trabalhava durante o dia numa escola para crianças, particular, e colocava em prática algumas coisas que aprendera das teorias de Piaget. Claro que nem tudo podia ser aplicado. Havia coisas que Piaget pesquisara que não podia ser posto em prática jamais. Talvez nem no tempo dele serviriam. Ela fazia uma espécie de atualização de suas teorias.
Mirtius, esse era o nome de nosso admirador, adorava quando ela discutia com a professora, doutora em literatura, e via como ela tratava sua única aluna negra na cadeira de Literatura Brasileira. Qualquer comentário, por mais imbecil que fosse dos demais alunos, filhos de gente influente, tirava elogios da professora para eles. A maioria deles era de pele branca, classe média alta, e boa parte deles vinha de carro para a universidade. Quando não, os pais iam buscar, mesmo eles tendo vinte anos ou mais. Eram por demais mimados, e representavam na sala de aula uma espécie de miniatura da sociedade alta, as amizades do colégio interno no qual eram matriculados. Como não estavam acostumados a ver pessoas de outras etnias, como cafusos, negros e índios, se espantavam quando via um por perto. Para todos os efeitos, todo negro, para eles, era ou ladrão ou preste a ser, e institivamente, como que numa coreografia, ao vererm um negro, mesmo se fosse um estudante, com bolsa a tircalo ou nas costas, pegavam nas bolsas ou escondiam os celulares. A pele, para eles, era a definição que valia sempre a pena.
A admiração de Mirtius pela linda aluna de ébano era ridicularizada por suas amigas de classe média. “Como é tu gosta de uma negona dessa, cara?”, perguntavam, e riam dele. “Uma descentendete de escravoS”! As “branconas” orgulhavm-se da pele delas, da ascendência alemã ou portuguesa, dos cabelos e olhos azuis, das viagens a Paris, do curso que fará na Sorbonne, Harvard, entre outras. Entraram num acordo para ridicularizar Martius e a negra. Uma desenhista fazia o desenho dele com uma macaca, levando -a pela mão, e publicavam no Instagram, Face, e outras redes sociais. Variavam bastante nos desenhos. Noutras vezes, colocavam eles com macaos brancos e normais. E elas eram as primeiras a opinar sobre a Literatura Africana, dos autores de Guiné-Bissau, da intelectualidade negra de Moçambique… amavam Mia Couto. Era o primeiro nome do qual lembravam quando falavam em literatura desse continente. Parece que, para eles, só os negros de fora prestavam. Além do mais, “achavam um absurdo”, em pleno século 21, ter esse tipo de coisas, essa discriminação racial. No mundo real eles odiavam ter que dividir a sala com negros e mulatos, pobres, sem educação nem tradição familiar, como os brancos. Meros negros. Mas negavam que sua bisavó era negra, que um avô casou com uma índia, que um tio era negro, essas coisas.
E ele, Mirtius, começou a namorar sua amiga negra, depois de semanas frertando. Começaram a estudar Literatura juntos, toda tarde. Ele precisava de uma ajuda com a nota, e ela não negou. As amigas deixaram de falar com ele. No predio onde moravam, ele era criticado por namorar uma negra. Seu pai cortou a bolsa que dava todo mês, uma bela quantia. Ele preferiu continuar o namoro. Como era formado num curso técnico de rede de computadores, foi trabalhar, e ganhava muito mais que a bolsa do pai. Já estava com vinte anos, e não achava que tinha que ficar debaixo da barra da saia da mãe, nem das calças do pai. Se sentia livre agora, e não um inútil, como antes. Tinha o prazer de fazer algo por si mesmo, traçar seu próprio caminho, sem a coleira dos pais.
Quando eles despontavam, abraçados, nos portões do CEGOE, todos os olhos se viravam na direção deles. O contraste da pele deles era uma antítese viva. Tudo o que importava para ele era a felicidade que sentia em encontrar uma pessoa que o satisfazia totalmente, em tudo, o que sentia era amor, e não tocaria isso por burguesia nenhuma, por status algum, nem por amizade nenhuma.
Suas amigas do prédio continuavam dissimulando sua educação polida, e apenas acenavam para ele,com quem antes participavam de todas as caloradas da universidade, e com quem elas tanto ficavam. Eram bem liberais em tudo. Ele apenas falava com elas o que tinha de falar, durante as aulas, e só. Em breves dias, essas “amigas”, racistas dissimuladas, iam organizar um seminário sobre cultura negra. Afinal, eram iguais como seres humanos.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

OS ÚLTIMOS MOMENTOS DE NIEZSTCHE


by Leo Nardus Mouras

A mulher de Nietzsche estava angustiada. Seu marido estava com pavor da morte. Via pavor em seus olhos. Já mostrara que o que ele escrevera no livro sobre Deus, sobre Jesus, a igreja,que não cria nele, e, agora, já não estava tão certo.
“E se tudo que a Bíblia fala é verdade?”clamava. “Eu sou um tremendo desgraçado!”, gritava o pensador. Isso dizia ele, deitado, moribundo, em seu leito. Nietzsche estava com medo nos olhos. Nunca ninguém o vira assim, triste, com medo, sem a certeza que ele tanto mostrava no que ele escrevera nos seus livros. Estava com medo. “O que irei encontrar do outro lado?”, era o que perguntava de tempos e tempos. Tinha lido no livro do apóstolo Pedro, no Novo Testamento, sobre o Tartaroo, um abismo onde estão uma parte piores anjos que se rebelaram contra Deus. Ezequiel vinte e oito fala dessa rebelião. E havia também o Hades, para onde vão os que morrem. E, lá, o sofrimento é indizível, terrivelmente horroroso!
A conversa com seus amigos era sempre em torno da vida futura, depois da morte, já que ele estava perto de morrer, sentia isso, não sabia o que ia encontrar do outro lado. Já havia tido sonhos sobre isso, mas não ligou muito. Em um dos sonhos, ele ia entrando em uma fenda da largura de uma boca de vulcão, e ia descendo em um buraco do qual não via o fim, tão negro quanto os fios da crina de um corcel negro. Agora estava com medo de tudo. Durante sua estada nesse leito, moribundo, pensara muito no que escrevera. Boa parte daquilo não era verdade. Como poderiam dar crédito a alguém, mesmo filósofo, que mostrara um conhecimento tão pobre em religião, e ainda agir como se fosse certo. Ainda assim acreditavam nele! Podia ser um filósofo, mas não estava certo em tudo o que escrevera. “Deus não é a utopia que meus escritos versavam. Claro que era real!” Como podia o universo ter surgido de uma evolução, como diz o darwinismo? Ele também acreditara nisso. Não, jamais podia ser assim. Ele estava arrependido de tudo o que escrevera. O que escrevera só tinha sentido na não existência de Deus, e isso só seria provado se houvesse uma prova dessa teoria. Esse livro de Darwin influenciou muito o que ele escrevera. Soube do arrependimento dele nos seus últimos dias de vida.
Chamou três amigos dele, os mais chegados, e sua mulher, e escreveu um documento negando tudo. Redigiu ele em trinta páginas, negando tudo o que escrevera negando Deus, o cristianismo, tudo. Tinha uma ideia que foi muito ridículo no que escrevera. Absurdo. Em seus escritos havia muito ódio contra Deus, como não perceberam isso? Será que eram mais cegos quanto ele? Pensou na sua responsabilidade, nas pessoas que influenciava nos seus escritos, o prejuízo espiritual que havia levado sobre eles, “e, eles, como ovelhas sem pastor, sendo enganados por mim, por uma aparente erudição minha. Sou um ignorante, isso sim”, pensava.
Em tudo isso Nietzsche ia deixando estupefatos todos os seus amigos. Sua mulher era uma das mais espantadas com o marido. Se não tivesse ouvido da boca dele isso, não acreditaria. Mas era verdade mesmo. Ele estava mesmo arrependido de tudo que vociferara contra as crenças baseadas na Bíblia. Vivera uma ilusão, e agora, sua mente estava sã como nunca estivera antes. Deus é tudo, como dizia Salomão em Eclesiastes, nada sem ele vale a pena. Agora se lembrava do que escrevera sobre o sofrimento. Aquilo ali ele tirou dos ensinamentos de Jesus, da Bíblia em geral. Não foi nada novo, é tão antigo qunto a Bíblia, e, ao mesmo tempo, atual. Já redigira as trintas páginas do documento, que entregara à sua mulher. Ela deveria entregar aos jornais, e seria publicado. Queria que todos lessem, pois as pessoas não poderiam continuar se alimentando de algo tão hostil ao bom senso.
Depois de ter feito e dito tudo isso, o filósofo calou-se. Não falou mais nada, não escreveu mais nada. Apenas ficava olhando para o céu, meditando, com a Bíblia na mão. Poucos dias depois morreu, disseram que estava com a Bíblia na mão, alegre. Havia um brilho em seu rosto, como se estivesse vendo algo belo ao longe, se aproximando dele. Diz-se que os anjos veem buscar todos aqueles que creem em Deus, quando morrem. Talvez tenha sido isso. Vira anjos vindo buscar sua alma.

Após sua morte, sua mulher e seus amigos guardaram a sete chaves seu último escrito negando sua filosofia. Não iriam publicar nada. Aquilo seria um grande balde de água fria nos seus admiradores e seria a negação de tudo, e um golpe forte no humanismo da filosofia até agora. Melhor assim.

domingo, 1 de janeiro de 2017

O MUNDO SE PREPARA PARA A GUERRA


Vamos ver o que vão fazer esse ano.Quantas revoluções irão fazer, e se realmente os EUA vão entrar em guerra com a Rússia, como se espera.O cerco está se fechando, e as profecias de Ezequiel 38,39 já estão começando a se cumprir. Rússia, Irã e Turquia juntas, era impensável, mas a casa de Togarma e Gogue e Magogue estão prestes a atacar Jerusalém. A ONU já está fazendo a parte dela.
A Rússia tem uma arma que nenhum país tem, uma tecnologia totalmente nova, e, numa guerra com os EUA, ela ganharia fácil.
Esses sinais culminarão na batalha no Vale da Decisão de Joel 3. Grande carnificina irá acontecer, cumprindo a profecia de Zacarias 14, e de Apocalipse. Não vai ser fácil. Lutemos para não ficarmos aqui. O cenário se arma.
Os povos orientais esperam seu Maitreya. Até os muçulmanos esperam um grande líder. O papa Francisco pode ser o último papa. Ninguem sabe. Ele já disse que a humanidade precisa de um grande líder. A Europa já está quase pronta para receber esse grand governante. Nunca na história da humaidade ocorreu isso. Segundo Jesus, jamais ocorrerá. Vai ser algo único na história humana.
Toda a tecnologia hoje usada nos celulares e drones será usada para ajudar o Anticristo a dominar o mundo. Cada vez mais o mundo se fecha, fica uma aldeia global. Cada vez mais o homem se sente vigiado. A privacidade aos poucos está ficando escassa. O caminho é esse, no reinado do Anticristo, ninguem terá privacidade, e não haverá para quem apelar por justiça, ninguem processará ninguem. Será um poder total, o início do término da civilização e história humana.
Isaias e Apocalipse falam que Deus criará novas coisas, como também Romanos 8, ao dizer que o universo geme, e será liberto disso.
Será dentro em breve, e esse ano vai se descortinar mais mistérios sobre isso.

UMA PROVA DA EVOLUÇÃO




Numa tarde de dezembro, houve um furacão em uma determinada terra da Europa. Por onde o furacão passou havia várias toneladas de ferro, que, após a passagem desse furacão, ficou um boeing 747 no lugar onde estavam as várias toneladas de ferro. Era um Boeing azul, com tirma enorme as vermelhas. O curioso é que o Boeing estava com todos os assentos nele, e tanto a parte elétrica quanto os motores estavam todos lá.
No mesmo dia, esse mesmo furacão passou por uma floresta de eucaliptos; perto dessa floresta, havia uma fábrica de tintas. Após a passagem do furacão, no local ficou uma enorme biblioteca, com mais de cinco mil volumes! Entre as grandes obras, havia uma coleção da enciclopédia Barsa, a coleção de livros de Machado de Assis, todos os livros de Camus, Voltaire,Kant, e outros da literatura inglesa e literatura italiana e espanhola.
Foi um grande acontecimento. Todas as emissoras e TV’s do mundo todo se dirigiram para lá. Os cientistas estavam eufóricos. Era a prova que precisavam, iriam colocar no bolso todas as “teorias” dos criacionistas, finalmente Darwin iria vencer de uma vez por todas.
Todas as emissoras e jornais do mundo inteiro mostraram o Boeing 747 no lugar onde estavam as toneladas de ferro. Da mesma forma, mostraram onde outrara estava a floresta de eucalipto. As duas imagens eram impressionantes. Incrível como o acaso criou aquelas duas casas. Sem planejamento, sem nada. Era a prova da evolução de que os cientistas tanto buscavam. Qual elo perdido que nada! Era algo melhor que isso.
O professor universitário F. A. Loprado começou a estudar o fenômeno que criou isso. Começou-se então a acreditar que um furacão, e não uma ameba, deu origem à vida. O que eles não conseguiam explicar era de onde veio o furacão, quem criou os fenômenos naturais que originaram esse mesmo furacão. Que coisa impressionante!
Os Darwinistas começaram a erguer duas igrejas nesses mesmos lugares onde ocorreram essa mudança, e elegeram um sacerdote, que sacrificam duas vezes ao dia oferendas à imagem de Darwin de dez metros de altura por dois de largura. Era feita de madeira, e recoberta de chumbo.

E, assim, esse dia ficou sendo um dia único, jamais teve um dia assim desde a aparição de Papai Noel a trinta crianças numa creche de Sao Paulo, na madrugada do dia 25 de Dezembro. Ficou na história. Estava provada a evolução.