domingo, 26 de junho de 2016

COMO O CRISTÃO DEVE SE DIVERTIR





Fico intrigado com as dificuldades de alguns irmãos em se divertir, ou ir em algum lugar para isso. Às vezes é tão difícil achar algo para se divertir!
Temos os shoppings, cinemas, teatros, parques, praias… Mas nossa igreja, ou proíbe ou aconselha a não ir para certos lugares, como cinemas e praias. NÃO DIGO QUE PROIBIR ISSO SEJA ERRADO. Mas já se perguntaram por quê isso? Talvez o que escreverei aqui, alguns não concordem, mas é bom falar.
Ir ao cinema, por exemplo, é algo que não edifica. Os filmes, em sua maioria, exaltam as coisas mundanas, como prostituição, violência, sexo, assassinatos, ou seja, nada que edifique um cristão mesmo. Se formos ver o livro de Filipenses, que aconselha e exorta a fazer e coisas que seja de boa fama, que edifiquem, que tenha valor para nós. Além do mais, lá dentro acontecem coisas estranhas, prostituição durante o apagar das luzes… Além do mais, Hollywood, ultimamente, vem fazendo filmes cada vez mais com temáticas esotéricas, diabólicas, BAIXA MAGIA, como a série dos vampiros, muitos filmes violentos e cheios de devassidão, tudo que a Bíblia contraria. Não é o lugar em si, mas o que acontece lá. Raríssimas vezes vemos filmes que pelo menos preguem a boa moral ou bons costumes, quanto mais a Palavra de Deus, ou enalteçam o evangelho. Aliás, os filmes geralmente zombam de Deus e da igreja.. Muitos filmes antigos tinham essa boa temática de promover boas coisas, mas hoje em dia…
Vejam o que fala Paulo: “Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai”(Filipenses 4:8). Pedro também aconselha: “Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver”(1 Pedro 1:15). Paulo continua: “Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à igreja de Deus” (1 Coríntios 10:32).
“Não dando nós escândalo em coisa alguma, para que o nosso ministério não seja censurado” (2 Coríntios 6:3)
A praia, por exemplo, não é aconselhável ao cristão ir aos domingos. Veja como fica a praia nesse dia. As coisas que se escutam, os bregas, as músicas imorais, a devassidão cada vez mais aberta. Antigamente não era tão mal assim, mas hoje em dia, quando o pecado tem crescido tanto, aconselho que o evangélico escolha um dia diferente para visitar esse lugar. Além do mais, esse dia é do Senhor, que devemos usar para fazer a obra de Deus, ou ficar em casa orando, lendo a Bíblia. Tem outros dias, onde não há tantas pessoas, tantas coisas erradas. Olhe que não digo que é pecado, pois quem fez a praia foi Deus, a natureza é dele. Mas pensemos bem, não é um ambiente aconselhável, principalmente para quem tem crianças. Procure um dia no qual possa ter esse laser de forma mais cômoda e sossegada.
Já ir a um parque, tudo bem. É um ambiente onde se pode ter um laser mais cômodo. Existem alguns parques e museus aqui em nossa Região Metropolitana de Recife. Pode-se ir a um restaurante, se tiver condições. Precisamos de laser também, mas com ética e cuidado, sem que o nome de Deus seja glorificado. Tudo que fizermos é preciso glorificar o nome de Deus. Até se divertindo!
Agora, é só não esquecer a igreja e seu trabalho. Tenha um tempo para a família, mas não deixe de se reunir com a igreja. Faça a obra do Senhor, ore com os irmãos. Não é pecado se divertir, pecado é querer só se divertir, esquecendo que nossa pátria e nosso maior prazer é o Céu.

sábado, 25 de junho de 2016

A CASCAVEL QUE VIROU OVELHA





Durante minha infância, ouvia muitas histórias, juntamente com meus irmãos, como a de “Davi e Golias”, a de “Sansão”, entre outras, e também com temáticas evangélicas, e muitas nos alegraram e firmaram nossa fé, como a que irei contar aqui.
O pastor Joá Caetano pregava muitos testemunhos do que Deus fez nas vidas de muitas pessoas. Como na vida de uma senhora que era possessa de demônios, e brigava com cinco ou seis homens de um vez e ganhava deles todos. Era terrível. Seu nome era “Cascavel”, tamanho era o veneno de sua personalidade. Ninguém queria se encontrar com ela na rua. Todos fugiam dela. Era uma vida sofrida.
Até que, um dia, seu esposo tronou-se cristão, e disse isso a ela, o que ela respondeu: “quem é esse Jesus, não conheço nenhum Jesus, o que ele pode fazer?”, dizia ela. Seu marido então respondeu que, por ser novo na fé, não sabia responder, mas que chamaria eles e então eles diriam a ela tudo que queria. Os crentes foram visitar ,e falaram do evangelho para essa mulher.
Mas antes disso, ela pediu a uns feiticeiros que a curassem, e eles disseram que havia morrido um homem há três dias, e ela deveria fazer uma sopa com uma parte do corpo desse homem, o que ela fez e não ocorreu nada. A tristeza só aumentava.
Foi então que ela pensou no que os crentes disseram sobre Jesus. Orou, então, e disse: “Senhor Jesus, não sei se tu existe ou não, mas se é verdade o que os crentes disseram, faz algo por mim!” Qual não foi sua surpresa, de manhã, quando se levantou! Ela estava curada! Depois de tomar café, ela saiu pela cidade dizendo: “Jesus me curou, Jesus me salvou!”. Muita gente se converteu a Cristo naquele dia. Era uma “cascavel”, e virou “ovelha”. Amém.

OS QUATRO QUERUBINS E O CARRO-TRONO DE DEUS





O livro de Ezequiel (no hebraico Yehezqe'l) é, sem dúvida um dos mais comentados e difíceis de interpretar, como os seus primeiros capítulos, que falam da teofania de Deus e alguns atos simbólicos de grande significado, como os que estão escritos nos capítulos 4 e 5. Vale a pena estudar esse grande profeta de Deus.
Ele começou sua mensagem no ano 597 a.C., quando foi levado para a Babilonia, após a mesma ter derrotado o Egito, que era uma das maiores potências da época, juntamente com a Assíria, povo que oprimira Israel por tantos anos, e, que, afinal, derrotou esse povo e o reduziu a quase nada, não fosse a mão de Deus sobre ele, que o preservou.
Seu ministério deu-se à margem do rio Quebar, que na verdade, era um canal de irrigação do rio Eufrates, que cortava a cidade de Babilônia.
No capítulo primeiro do livro, ele começa dizendo que deu-se uma visão de Deus a ele no trigésimo ano, que muitos não têm certeza que trigésimo ano era esse. Alguns acham que era sua idade, já que ele era sacerdote, e eles começavam seus ministérios aos trinta anos (Nm 4.3,4) e trabalhavam até aos cinquenta; já outros acham que essa data se refere ao trigésimo ano do reinado de Joaquim, rei de Judá, em 585 a.C.; outros ainda acham que se refere também ao trigésimo ano depois da reforma de Josias, o qual foi usado por Deus para cumprir a profecia do profeta que falou a Jeroboão, que reinou sobre as dez tribos tiradas de Davi, entre outros significados.
Era entre junho e julho, o quarto mês do calendario judeu, durante o reinado do rei Joaquim, o tirano fantoche, que governava sob o poder de Nabucodonosor, rei da Babilônia, a mais nova potência da época, segundo Jeremias 27.1-11.
De repente, ele viu uma tempestade, e, do meio dela, saíam quatro seres, que tinham quatro rostos, um de leão, outro de boi, outro de águia, e um outro de homem, simbolizando a supremacia de cada um desses animais. O boi, rei dos animais domésticos, o leão, dos selvagens, a águia, das aves, e o homem, coroa de toda a crianção, e, por fim, sob o domínio de Deus. O significado disso é que Deus é o Deus de toda a criação, e domina sobre tudo e todos.
Como outros profetas, ele teve uma teofania, e viu Deus de uma forma maravilhosa ((Êx. 33; 24:9
e segs.), Amós (7:15), Isaías (cap. 6), Jeremias (1: 4-10) ou Daniel (7:9 e
segs.). Cada querubim (também chamado de hayyôt, no hebraico)tinha quatro asas, e estavam cobertas de olhos por dentro e por fora, e duas de suas asas seguravam uma plataforma semelhante a cristal; perceba que Ezequiel usa esses termos apenas para dar uma ideia de como eram terrível esses seres, pois não há, na linguagem humana, nada que possa descrever bem eles. Tinham, ao lado delas, uma grande roda, de meter medo, como disse Ezequiel, e se movimentavam de um lado para o outro numa velocidade muito grande. Quando os querubins se erguiam, as rodas se erguiam, pois a vida deles estava nas rodas. Era uma visão terrível. Em cima da plataforma estava um trono, e, em cima do trono, um ser terrível, rodeado de fogo. Era o Carro-trono de Deus, levado para lá e para cá em grande velocidade, dando a entender que Deus está em toda a terra, e nada escapa à sua visão. A planta dos pés desses seres celestiais eram como se fossem de cabras, e não possuíam joelhos, para que não se dobrassem levando o Carro-trono de Deus. Tremendo isso.Tochas, fogo e relâmpagos saiam do meio desses querubins (Êx. 3:2; 13:22; 19:18; Nm. 11:1-3 ; Dt. 4:24;
II Reis 1:12). O próprio Deus Todo-poderoso estava ali, na frente do profeta. Não foi à toa que ele desmaiou, e o Espírito de Deus entrou nele, pondo-o de pé. Outros livros da Bíblia também fazem referência a esses seres (1 Rs 7.27-30; 1 Cr 28.18; Dn 7.9); os nomes da rodas, que o texto dá a entender que eram seres viventes, eram Ofanins. Que bela visão teve o profeta! A pura glória do Infinito ali, diante dele! Foi um privilégio terrível. Quando eles andavam, diz o texto de Ezequiel, nos capítulos 1-2, e o capítulo 10, que torna a falar desses querubins, havia um grande estrondo, “como de um grande exército, como a voz do Onipotente” . Os pais da igreja faziam certa associação desses querubins: os quatro rostos eram emblemas dos evangelistas, entre outras coisas, mas o mais aceito é o de Jerônimo, que afirmava que o homem era Mateus; o leão, Marcos; o boi, Lucas, a águia, João. Glória!! imaginem o barulho que fazia o tartalhar das asas de um querubim, levando o trono de Deus. Eles embaixo, e IAVÉ em cima, sentado, TERRÍVEL. Salmo 18. 10 diz o seguinte: “E montou num querubim, e voou; sim, voou sobre as asas do vento”. Esse é nosso Deus!
O ser vivente tinha a seguinte aparência, segundo o profeta descreveu:



E por cima do firmamento, que estava por cima das suas cabeças, havia algo semelhante a um trono que parecia de pedra de safira; e sobre esta espécie de trono havia uma figura semelhante a de um homem, na parte de cima, sobre ele.
E vi-a como a cor de âmbar, como a aparência do fogo pelo interior dele ao redor, desde o aspecto dos seus lombos, e daí para cima; e, desde o aspecto dos seus lombos e daí para baixo, vi como a semelhança de fogo, e um resplendor ao redor dele.
Como o aspecto do arco que aparece na nuvem no dia da chuva, assim era o aspecto do resplendor em redor. Este era o aspecto da semelhança da glória do Senhor; e, vendo isto, caí sobre o meu rosto, e ouvi a voz de quem falava. Ez 1.26-28.




Quem pode com esse Deus? Quem é páreo para ele? Grande e terrível é Ele!!! A parte de cima desse Ser, ou seja a teofania de Deus, sentado no trono, era como se fosse metal brilante, mas o hebraico usa um termo tremendo para isso: era como olho do Hashmal. Ezequiel sentiu o peso da glória de Deus. Ao contrário do que pensava os judeus, Deus não se limitava à Canaã, mas  manifesta-se em  toda a terra,é o Deus de toda a carne.
Que Deus nos dê visões tão terríveis como essa de Ezequiel, para termos mais experiências, estejamos pertinho dele, e vermos sua majestade.

A DERROTA DOS IRMÃOS DO GIGANTE GOLIAS





Há um relato interessante no livro de 2 Samuel, livro que ninguém sabe a autoria completa. Acredita-se que ele foi escrito por Samuel, a primeira parte, e pelo sacerdote Abiatar, a segunda parte, ou por um discípulo do profeta.
No capítulo 21 do mesmo livro, há um relato lindo sobre as vitórias de Davi e seus homens sobre quatro gigantes que desafiaram o rei e seus servos, nas lutas que tiveram contra eles. Esses fatos ocorreram na segunda metade do reinado de Samuel, quando Davi já estava velho, e não podia lutar como deveria, ou como quando ele era mais novo. Mesmo assim, Davi era um guerreiro, e preferia enfrentar as agruras de uma batalha do que ficar em casa, no palácio.
No versículo 21, é narrado que Isbi-Benobe, descendente dos anaques, uma raça de gigantes, que moravam em Canaã desde antes da época da conquista por Israel, viu a fraqueza do velho guerreiro, e foi em ajuda do servo de Deus, e, assim, o gigante foi derrotado. Foi algo tremendo isso. Mesmo sendo experiente, Davi precisou de ajuda. É uma bela lição para nós. Ninguém é tao madurou e experiente, que não precise de ajuda numa batalha.
Teve outro fato desse, narrado no versículo 18. Safe, parente de Golias, da mesma raça que ele, foi derrotado por Sibecai,outro guerreiro de Davi. Isso aconteceu na cidade de Gobe.
Apesar do filisteus terem sido vencidos e dominados por Davi, eles ainda faziam incursões em Israel. Mas havia guerreiros fortes ainda na terra. É assim mesmo com o povo de Deus, sempre lutando contra as forças e hostes satânicas.
Ainda houve outra peleja, e Elanã, filho de Jaaré- Oregim, o feriu e matou. Mais um valente que matou mais um gigante. Satanás nunca vai desistir de vencer o povo de Deus, mas nós sempre estaremos prontos, na força do Senhor. Não confundir esse gigante com o Golias morto por Davi. Apesar de morar na mesma cidade, esse gigante é outro.
O último gigante vencido, era tão grande, que tinha seis dedos nas mãos e pés. Ele vivia injuriando Israel, mas o sobrinho de Davi o matou, dando fim a essa raça. Assim mesmo Deus nos ajuda a vencer todas as afrontas de Satanás e tudo que ele projeta. Apesar de sermos fracos, a força do Senhor nos faz fazer proezas. Amém.

NA COREIA DO NORTE





A Coréia está fechada,
O Norte enclausurado;
Há missionários perseguidos
Por um Regime obcecado;
É diabólico e desumano.
E eu e você, estamos orando?

A JUVENTUDE DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS


Quem observa a juventude da Assembleia de Deus, certamente fica admirado com o grande número de jovens que há nela. É um mar imenso de pessoas jovens, ali, fazendo a obra de Deus, cantando nos corais de adolescentes e jovens, e também louvando e bendizendo ao Senhor.
Antigamente não se dava tanta atenção aos jovens nas AD’s como agora. Na verdade não viam eles como hoje, mas apenas como pessoas que davam trabalho. Muitos eram assim, mas havia muitos que eram sinceros.
Durante os congressos de mocidade de nossa igreja, eles ficavam espalhados ao redor dela; diferente de hoje em dia, muitos adolescentes ficavam perdidos na igreja, indo aos cultos para apenas se divertir, ou ver a turma. Não havia o congresso de adolescentes como tem hoje. Foi um tempo difícil. Até que Deus iluminou a mente dos líderes para fazer um congresso de adolescentes afim de que a juventude e pessoas dessa idade tenra, não ficassem como que sem ter apoio na igreja. Foi uma bênção realmente. E ainda é.
Vendo aquela juventude ali no templo, longe de drogas, de prostituição, do crime, não dando trabalho à sociedade nem aos pais, obedecendo às leis, não dando trabalho na escola, sendo bom exemplo, é um a maravilha. Claro que há alguns que não são obedientes como deveriam, alguns são rebeldes, mas,no geral, eles dão bons exemplos. Como é que milhares de jovens se reúnem em um lugar, e ninguém ver pedofilia, bebedices, brigas, palavrões, chocarrices, prostituição? É o poder de Deus na vida deles. Só ele mesmo. E isso tem sido um testemunho contra o mundo, que é possível ter uma juventude longe de tudo isso falado acima. A sociedade nem o governo admitem, mas eles sabem que a igreja tem algo diferente. É um testemunho imenso esse.
Antigamente, muitos jovens das Assembleias de Deus iam a shows, onde aconteciam coisas indevidas, mas, agora, com os congressos e pré-congressos, eles não tem tem tempo para perder com isso. Se guardam, são doutrinados pelo pastor, e vacinados contra isso. Glória a Deus.
Nos cultos, Deus fala com eles, abençoa, muda as situações, guarda debaixo de sua graça. É uma juventude que louva ao Senhor com as vidas. Investir tempo, oração, dinheiro nesses jovens, vale a pena, pois não se trata apenas de manter eles longe das influências satânicas, mas antes,manter eles no caminho do Céu.
Bendito são esses irmãos que cuidam desses jovens! Graças a Deus que há quem cuide deles, orando, visitando, fazendo a obra de Deus. É espinhoso, há muitos problemas, mas estão sempre lutando por eles, se preocupando, cuidando deles. O diabo tenta enlaçar eles, tentando arrastar para seu lado obscuro, mas a igreja tem orado. E eles estão aí, vencendo.

ESQUEÇA JOÃO, ADORE JESUS



Fico observando certas coisas no meio do povo de Deus, distorções do evangelho puro de Jesus. Isso deve ser combatido, seja o que for, e contra quem for.
De algum tempo para cá, algumas pessoas vem fazendo coisas que não é do agrado do Deus vivo, e jamais deve ser aceito por nós, como as festas pagãs transvestidas de evangélicas, como essa do mês de junho, o “São João, o “primo de Jesus”, que hoje é comemorado omo se fizesse parte das festividades cristãs. Nada mais mentiroso.
O que muita gente não sabe, é que quem brinca essa festa, querendo admitir ou não, está comemorando o “São João”, que não tem nada a ver com quem serve a Deus, pois é uma festa pagã. Se o cristão vai a um clube e passa a noite lá, dançando, pulando, e fazendo coisas que sabemos que mundo faz, está em trevas como o mundo está, pois o Deus vivo não compactua com isso, pois não há uma união das trevas com a luz. Já saímos desse lugar, como voltaremos de novo a isso. Isso é profanação do templo de Deus, que somos nós. Deus nos chamou para sermos santos, separados disso. Jesus disse que o diabo nada tinha nele, pois só compreende as coisas dos homens. Jamais isso deve ser aceito como normal. Leiam os capítulos 7,11 e 15 de Jeremias, que versa sobre o sincretismo religioso de Judá, que adora deuses como Baal e outros, e vinham ao templo adorar a Deus. Foram reprovados por ele. IAVÉ é santo, e exige se seu povo santidade. Não brinque o “São João”, é pecado isso. Você estará pondo uma vela no altar de João, e esquecendo Jesus.
Jamais Paulo e os apóstolos ariam isso, pois mo império romano havia muitas festas pagãs como a “Saturnália”, “Bacanal”, em homenagem ao deuses Saturno e Baco. Jamais os apóstolos incentivaram isso como forma de pregar o evangelho, pois isso seria uma distorção dele, já que essas festas eram pagãs, como as de hoje. Não vá atrás dessas falsas igrejas e falsos pastores que incentivam isso. São igrejas caídas, sem Jesus, sem salvação, entregues aos desejos carnais. Havia outras festas como os jogos ístmicos, em Coríntios, muito famosa; no entanto, Paulo jamais incentivou nenhum cristão a participar dela, dizendo que era uma festa para se pregar o evangelho.
Fuja do “São João”, Deus não recebe essa adoração pagã, ele é puro e o evangelho é poder de Deus, e salvação para os que creem (Rm 1.16; Cl 1.26;Ef 3.9;Rm 16.25). Esqueça João, Jesus é infinitamente melhor.

AOS IRMÃOS MORTOS NA SÍRIA




Tantas mortes em ti, irmão,
Mas não desistam do evangelho;
Guardados na celeste região,
vossas almas aguardam o brado

Retumbante do céu;
Após isso, nada te porá em aflição
Jamais essa onda desumana será teu fel.
Vencerás o falso profeta, pelo Deus fiel.

NINGUÉM SEGURA A IGREJA CHINESA

A igreja chinesa continua sendo perseguida e continua vencendo. Alguns pastores estão presos, outros, perseguidos, mas isso não impediu que 100 milhões de crentes na China estejam vencendo as lutas contra as trevas.
Desde que foi implantado na China, o Socialismo tem feito milhões de vitimas, e levado tantos outros para o inferno, mas a igreja está vencendo tudo, e muitos também, estão vencendo e divulgando a palavra de Deus.
O ministério Portas Abertas tem desempenhado um papel crucial nessa lutas, levando milhões de Bíblias para lá desde 1965, quando o irmão André começou a levar Bíblia para lá. Que bênção. Louvo a Deus por esse ministério. Queira ou não muitos pastores, eles são sim, usados por Deus, e acredito que a igreja deve dar dinheiro para ajudar milhões de pessoas nesse país, eles são povo de Deus. Li a história do irmão André e percebo que ele foi chamado por Deus para essa obra. Como dizer que eles não são sérios só por que não fazem parte de certa denominação?Que heresia é essa? Apoio totalmente esse ministério, e apoiaria financeiramente, se tivesse condições. Todos cristão que se preze devia fazer isso, pois estará contribuindo para o Reino de Deus.
A igreja na China é a maior do mundo, e a mais avivada, mesmo sob fogo cruzado das perseguições por lá. Marx, com suas ideias satanistas, não conseguiu apagar a chama de Deus nos corações dos crentes chineses. Glória a Deus.
Não concordei com certo pastor ao dizer que não se deve ajudar essas agências missionárias. É errado dizer isso, pelo fato de essas agências serem formadas por crentes sinceros, e eles são também igreja. Vamos deixar desse radicalismo.
Algo interessante é que o governo chinês está pedindo ajuda das igrejas pelo fato de ter muitos aposentados, e o governo não poder dar conta deles; a igreja está tendo um papel crucial nesse sentido. A igreja está ajudando a combater as drogas, a cuidar dos enfermos e dos que sofreram calamidades naturais, e o Evangelho, que não pode ser preso, está sendo expandido na China. Glória a Deus.
Por isso que a igreja brasileira deve ajudar a igreja na China, doando dinheiro para essas agências sérias, orando, intercedendo por eles. Além do mais, deve-se orar por eles nos cultos normais da igreja, e não só durante os cultos de missões, que, de forma restrita, fala de alguns países. A igreja de Cristo não está restrita à denominação alguma, ela é muito mais que isso. A necessidade é agora, é urgente;onde estiver um crente sofrendo, oremos, seja de que igreja for, pois o que nos uni é o sangue de Cristo.
Oremos pelo irmão Alimjan Ymit, que até o momento em que escrevi essas linhas, estava preso, e que precisa de ajuda de nossa igreja. Veja que não é fácil a vida de crente lá; como em Roma, é preciso ter coragem para ser crente na China. Essas igrejas oba-oba não durariam muito tempo lá, acabariam ao menor sinal de perseguição, pois a peleja é dura. Todo mundo sabe que os direitos humanos são totalmente desrespeitados  por lá. É absurdo isso. Deixemos de adorar nossa denominação e façamos a obra de Deus do modo como sabemos fazer, pois na cova não dá para fazer nada.

“O MUNDO VERÁ O PODER DA ORAÇÃO”





O culto já começou ungido. A noiva estava exuberante, e o noivo a cortejava com sua unção. A terceira noite do Congresso de Mulheres da IEADPE, Recife, estava linda.
A igreja é dirigida pelo pastor Ailton Jose Alves. Cantaram Eliã Oliveira, o quarteto Gênesis, Flavia Domingues, e um cantor do RN, e sua performance à la Vitorino Silva. Ver a igreja lotada desse jeito é lindo. Lotado, o templo, e ficaria mais lotado ainda, não fosse o problema da falta de espaço e outras coisas.
A hora mais esperada, a da Palavra de Deus, esteve ao encargo do evangelista Marcelo Teles. Com o o subtema “mulheres cristãs revestidas com as armas espirituais para vencer o inimigo”, ele fez seu sermão em cima do livro de Ester, (CAPÍTULO 4. 12-17) um dos dois livros bíblicos que levam o nome de mulher. Ele começou falando e explicando a grandeza do império persa, que começou após Nabucodonosor, os braços e as pernas de prata da estátua vista por ele. Ele explicou que o nome de Ester que dizer murta, que tinha um formato de uma estrela.
Ele então pregou que “Deus controla a história”. “Quem é crente nao se desespera”, disse o pregador. Muitas vezes Deus usa coisas agora que nos beneficiam mais tarde, como ocorreu com Ester, durante sua vida. Mostrou que “Deus trabalha primeiro que o diabo”. Isso deve ser uma coisa que o cristão deve ficar atento. Disse o irmão que “o mundo verá o poder da oração”. Mas o que me chamou mais a atenção foi a frase onde disse que “ a coisa mais preciosa neste mundo é a lágrima do justo”. Essa sim tem valor para Deus, a qual ele recolhe em seu odre. É preciso ter fé em Deus, que “quando o diabo vem com o laço, Deus já vem com a tesoura”, segundo o evangelista. Glória a Deus por isso. DEUS renova nossa fé e nossa esperança, está conosco, sabe mudar nossa sorte, como mudou a de Ester.
Até quem estava assistindo e cultuando pela TV, sentiu a unção de Deus, e a maneira como Deus usa nosso evangelista, com autoridade e unção do céu. Ele profetizou que algumas pessoas ali seriam curadas de câncer, seriam batizadas, e teriam vitórias sobre laços satânicos contra o povo de Deus. Glória a ele.
E ele prosseguiu dizendo que todas s vezes que o diabo se levantava contra o povo de Deus, ele inaugurava uma festa, com a Páscoa, Purim, a Hanucá, nos tempos dos Macabeus, e por último, o Milênio. Aleluia!
Tenhamos fé no Deus que controla a história, e é maior que todos os impérios; eles caíram, mas quem crê em Deus, e nele se compraz, vence os séculos, e todas as circunstâncias que nos cercam.

UMA SANTA CONVOCAÇÃO





Diante de tudo que tenho visto sobre perseguição aos cristãos nesses dias, fiquei sentido, sabendo que nós, aqui no Brasil, não sofremos como nossos irmãos na Ásia. Então quero fazer uma “convocação” para que possamos ajudar a esses irmãos de uma forma bíblica.
Cada irmão vai ajudar no que puder. Um vai orar, ou fazer culto, cantando e jejuando o tempo que você puder, em pró de nossos irmãos perseguidos na Síria, Eritréia e Coreia do Norte, três nações que mais perseguem os cristãos. Façamos isso, lembremos de nossos irmãos nesses lugares. Ao fazer o culto doméstico, lembrem-se deles; ao orar no ônibus, orem por eles, não é fácil viver como cristãos nesses lugares. São nossos irmãos. Se puder ajudar, ajude! Orem, jejuem, e cantem louvores. Se puder, oferte dinheiro, procure uma conta de uma entidade missionária idônea, o reino de Deus precisa, é maior que qualquer denominação. Amém.

O CRISTÃO, O SÃO JOÃO, E A COMIDA



Alguns irmãos se perguntam se podem comer milho ou comida feita com ele, pelo São João a festa pagã. Isso todo ano faz com que muitos crentes fiquem confusos. Não quero, aqui, exaurir o tema, pois não tenho essa capacidade, mas apenas explicar que, se alguém fica confuso com isso, que isso sirva para nortear sua mente, na palavra de Deus.
Em primeiro lugar, devemos ter em mente que os alimentos foram feitos por Deus para a manutenção do homem, e que o milho, naturalmente, é dessa época. Isso não quer dizer que se eu sendo cristão, como essas comidas pelo São João, peco. Uma coisa nada tem a ver com a outra. Pecaria se eu comemorasse como as pessoas sem Jesus fazem. Se eu como milho, não brinco, não danço, e preciso me alimentar, porque estou pecando? A comida, no caso, o milho, muito antes do São João, já existia. A festa desse ídolo é que foi estabelecida exatamente na época da safra de milho, e foi aproveitada como um alimento específico. Se fosse verdade isso, ninguém comeria galinha de penas pretas, ou mesmo feijão, pois essas comidas também são usadas nos sacrifícios de certas religiões.
Foi por causa disso que Paulo, nos capítulos 8-10 de 1 Coríntios, aconselha os irmãos não comerem a comida se alguém disser que ela foi sacrificada aos ídolos, por causa da consciência do incrédulo, que pode se escandalizar pelo fato do cristão, mesmo avisado da origem do alimento, ainda assim come. Esse princípio deve ser usado também aqui. Não posso aceitar comida feita por alguém que eu sei que é um idólatra, e brinca o São João, mas se um cristão faz uma canjica e dá a outro, lógico que essa comida é santificada, foi feita por um servo de Deus e que não brinca essa festa, ou seja, não é “oferecida” a nenhum ídolo e também ao que está por trás dele, os demônios, como Paulo explica. Veja o que ele diz:


E, se algum dos infiéis vos convidar, e quiserdes ir, comei de tudo o que se puser diante de vós, sem nada perguntar, por causa da consciência.
Mas, se alguém vos disser: Isto foi sacrificado aos ídolos, não comais, por causa daquele que vos advertiu e por causa da consciência; porque a terra é do Senhor, e toda a sua plenitude.
Digo, porém, a consciência, não a tua, mas a do outro. Pois por que há de a minha liberdade ser julgada pela consciência de outrem?”

1 Corintios 10.27-29.


Se eu sou convidado, a época de São João, à casa de alguém não cristão, e o anfitrião me disser que aquela comida é de São João, dando a entender que sou cristão e não devo comer, eu não comerei, pois escandalizarei ele. Não que comer seja pecado, pois eu sei que o ídolo nada é, mas o anfitrião pode se escandalizar comigo. É melhor não comer mesmo. No entanto, em minha casa, posso comer à vontade, pois não adoro João, e dou graças a Deus pela comida que ele nos deus, pois foi ele que fez ela. Comprem milho, façam comida, e comam à vontade. A comida não é de João, mas de Jesus. A não ser que você esteja numa festa onde há quadrilhas juninas. Dessa forma, querendo admitir ou não, você estará comemorando a festa. O cristão não faz isso.
Dessa forma, se o problema é comida, e você só tem ela,e não é oferecida aos ídolos, coma, dando graças a Deus. O mundo come em honra a João, nós, a JESUS CRISTO.

A IGREJA NA CHINA





A China está sob a Revolução;
Mas a igreja prossegue
E o estandarte ergue
pelo sangue, em sublimação!

ADNEWS MULHER




Após a transmissão do culto, ontem, no Canal 14, teve uma entrevista com a esposa de um evangelista, Léia Bezerra, a qual falou muito bem, bela entrevista, respostas firmes e cheias de conhecimento bíblico.
O programa Adnews Mulher, que tem sido assistido por milhares de pessoas em todo o estado de Pernambuco.
A certa altura da entrevista, a irmã Talita Belo, entrevistadora desse emissora, disse à outra irmã o que acontece com ela é como diz o ditado que diz que “por detrás de um grande homem há sempre uma grande mulher”. Foi aí que a mulher do evangelista disse que nem sempre, e deu exemplos de Davi e a mulher de Hamã, que deu péssimos conselhos a ele. Percebeu-se que a entrevistadora ficou um pouco constrangida, pois é comum se usar ditados, que são normalmente aceitos por todos, quando, na verdade, não são certos.
Foi uma boa entrevista, a irmã Léia mostrou maturidade e conhecimento da palavra de Deus, e prepara para ser uma líder também. Graças a Deus por pessoas que fazem a obra de Deus, principalmente as mulheres, que tanto trabalham na casa de Deus.

AS MENSAGENS GRAVADAS DO CANAL 14




Tenho que admitir que as mensagens que passam na TV, Canal 14,das Assembleias de Deus em Recife, têm abençoado bastante as pessoas, pois são pregações baseadas na Bíblia, sem mistura alguma. Graças a Deus.

Nesse momento, estou assistindo à pregação do presbítero Marcelo Teles, um dos que mais aparecem pregando na tela. A pregação  discorreu sobre o amor de Deus. Compara com os deuses gregos, e enfatiza que Deus é o próprio amor.
Leu em João, enfatizando que esse apóstolo  escreveu para toda a humanidade, enquanto Lucas quis escrever para os gregos, que davam muito valor à filosofia, e ao pensamento bem elaborado, à retórica, oratória, e cultura em geral, pois foi de lá que veio a filosofia com as de Sócrates, Platão e Aristóteles, que influenciaram muito a cultura ocidental. Falar do amor de Deus é algo maravilhoso, e sempre deixa todos sem alcançar a grandeza disso, por mais que possamos pensar. Graças a Deus por esse amor.
Precisamos demais de pregadores cheios da Palavra de Deus,que tenham uma mensagem expositiva, que explique, alimente a igreja, e não seja baseada em fábulas, mas que alimente a alma. 
Tenho sido alimentado grandemente por essas mensagens, quando não vou ao culto, e Deus tem falado comigo e com muitos, e salvado muitos, através dessa emissora. Tirando seus exageros, essa emissora tem sido uma bênção para todos nós.
Muitas almas foram ao encontro do altar, pois o Espírito Santo leva e convence todas as pessoas e as convence do pecado, da justiça, e do juízo. É lindo isso, quando pessoas vão a Deus, e têm a certeza da salvação. Deus as perdoa e elas logo começam a fazer parte do povo de Deus.
O pastor Júnior, depois,enfatizou a mensagem, e outros foram salvos. Foi lindo

ANTIGAMENTE NO TEMPLO CENTRAL II





    Lembro disse porque me contavam; era criança ainda, mais minhas irmãs mais velhas iam e me diziam. O Templo Central ficava lotadíssimo!
    Quem presidia a igreja era o pastor Leôncio, com todo o amor que Deus lhe dera, com toda a atenção que podia ter com os irmãos.
    Cantores como Eliezer Rosa, Cícero Nogueira, Leni Silva, Eduardo Silva E Ziran Araújo, cantavam muitos lá. Era poder!
    Quando Eliezer Rosa, Cícero Nogueira, cantavam seus hinos, a igreja “pegava fogo”. De um lado a outro o poder caía e IAVÉ operava seus sinais. E que sinais! Da mesma forma os outros. A inspiração de Deus nas vidas desses cantores, naquela época, era tremenda. Muitas curas, muitos batismos eram realizados naquela época, como hoje. Estou apenas lembrando aos que não sabem disso.
    Muitas vezes eu mesmo vi também, quando cresci mais um pouco. Grande época. O Templo Central fazia pouco tempo que inaugurara, e tudo era uma festa só.
    Muita gente era batizada com o Espírito Santo;ficávamos cheios do poder de Deus. E o templo cheio de alto a baixo, sem espaço para mais ninguém. Sentíamos o poder do calor do povo, e o do Espírito.
    De vez em quando lembro desse tempo. Na época era criança, mas essas coisas jamais me saíram da memória. Assim era nosso Templo Central.

A NIGÉRIA CONTRA A IGREJA





Ó Nigéria sangrenta!
Os mártires que multiplicas,
A Deus clamam por justiça,
Pois Ele os apascenta.

OS CELULARES E O CULTO NO TEMPLO



Já venho observando isso de um tempo para cá. Basta ter uma festa, que logo se vê uma multidão de gente clicando o tempo todo dentro do templo, como se nunca tivesse lido na Bíblia, que diz: “guarda o teu pé quando entrares na cada do Senhor”, Eclesiastes 5.1. Esqueceram, ou nunca leram.
Já está na hora de alguém ver isso e mudar essa história de pessoas ficarem atrapalhando os cultos tirando fotos o tempo todo, andando para lá e para cá, como se estivessem, num teatro, ou fora do templo, na rua. Creio que nem em um teatro isso seria admitido. Complicado.
Acho que deveriam baixar uma norma para que só tirassem uma foto durante o culto, depois do culto, que tirassem mais, e não ficarem para lá e para cá no templo. Muitos pensam que o versículo em apreço se refere apenas a andar, por falar em pé, mas ele é mais abrangente. Ali é uma metonímia, ou seja, quando se fala em pé, se refere à pessoa como um todo, em tudo que ele fizer dentro do templo durante o culto, e até depois dele. Estando no templo, seja durante o culto ou não, é preciso ter referência lá.
Outra coisa que fazem é mascar chicletes, ver redes sociais nos smartphones, e outras coisas. Até jogos!
Mas não é só em relação a fotos que falo, mas a tudo que não condiz com a adoração. Mas alguém pode dizer que os templos somos nós; concordo, mas o lugar onde se reúnem os irmãos para adorar a Deus, também deve ser considerado. Na igreja primitiva, os cultos eram realizados nas casa, mas, a partir do TERCEIRO SÉCULO ele começou a ser realizado em templos, como em Israel. O fato de não ter sido realizados em templos desde o primeiro século, é que já havia as sinagogas em outros lugares, e, em Jerusalém, o templo. A igreja acabava de ser inaugurado, e os sacrifícios não foram abolidos de início.
Apesar disso, algumas pessoas teimam em agir de modo errado no templo. O certo era para guardarem os celulares quando entrassem dentro desse lugar. Mas, até nos púlpitos se ver isso. Infelizmente. Vamos ter mais consciência, e, a começar da liderança,não usem os celulares dentro do templo, durante o culto. Muito menos no altar de Deus. Façam isso. Deus irá se agradar. Parem de tirar fotos e andar para lá e para cá dentro da Casa do Senhor.

A IGREJA SOFRE SOB O IRAQUE




 


A terra dos persas dispersa
a igreja; ha tantos ataques!
Maomé os incita
Em pleno Eufrates, no Iraque!

terça-feira, 7 de junho de 2016

“ASSIM DIZ O SENHOR: A MINHA LUZ ESTÁ CHEGANDO EM TUAS TERRAS!”

Infelizmente chegou ao final o 15 Congresso de Mulheres da IEADPE, no período de 2 a 5 de junho, na igreja presidida pelo pastor Ailton José Alves. Foram noites lindas e maravilhosas onde a palavra de Deus foi pregada de modo lindo e profundo. Grandes mensagens cantores, o grande coral de quatro mil vozes. Veio também um coral de Alagoas, formado por mulheres, o qual todo ano vem.
Nesse congresso, cada hino cantado, cada mensagem esteve cheia do Espírito Santo, e Deus se fez presente de um modo lindo. Muitos testemunhos de curas, batismo no Parácleto, foram testemunhados pelas irmãs. Deus agiu tanto nos bastidores quanto abertamente.
Cantores como Eliã Oliveira, Jair Santos, Mirian Mical, quarteto Gênesis, entre outros, abrilhantaram a noite, para a glória de Deus.
A organização esteve, como sempre, muito bem articulada. Os estudos pela tarde alimentaram as servas de Deus. Os pastores ensinaram o que de Deus veio, com autoridade.
Pela noite se via aquela beleza, a transmissão pela TV, fazendo com que milhares de pessoas não evangélicas fossem alcançadas pela mensagem do evangelho de Cristo. Foi bom ver a noiva de Cristo alegre, e cheia de sua presença. Graças a Deus por tudo isso.
Nessa última noite, a mensagem esteve a cargo do pastor Albérico Inácio, servo de Deus, que sempre dá uma mensagem de cunho profundo, explicando o sentido expositivamente, na hermenêutica certa, e na exegese. Graças a Deus pela mensagem. Entre as coisas lindas que foram ditas, temos as seguintes:

“Assim diz o Senhor: A minha luz está chegando em tuas terras e vai iluminar!”
“Há esperança para a Terra, para as nações que abrirem as portas para a luz que é Jesus!”
“Deus te diz: Tu és a minha reserva!” “Igreja, tu és a reserva de Deus!”
"Deus sempre vai ter uma tocha para iluminar sua noite".
Foi lindo demais, a mensagem, baseada no livro de Atos, capitulo 2. 1-21. A abordagem do irmão Albérico, sempre diferente, alimentou a igreja, e muitos saíram de lá renovados, fortalecidos para caminhar para Canaã celestial. Glória a Deus por isso.
Que venha outro ano, mais unção, mais poder, mais Deus.

"MULHERES REVESTIDAS DAS ARMAS DA LUZ

Foi algo que mostrou como as mulheres de Pernambuco estao vivendo bem espiritualmente. O 15 Congresso de Mulheres da IEADPE, igreja presidida pelo pastor Ailton Jose Alves.
Na ocasiao, foi divulgados o novo album de Elia Oliveira, cantora oficial da gravadora Bereia, da rica igreja pernambucana. tambem foi divulgado um livro da esposa do pastor presidente, a irma Judite Alves, a qual todo ano poe no mercado um trabalho seu.
O tema desse ano veio bem a proposito: Mulheres Revestidas das Armas da Luz. A mensagem foi do ministro Fabio Benicio, que sempre fala de modo bm enfatico, procurando mesclar mensagem biblica e cultura secular, atualizando e contextualizando a mensagem. Maravilha.
Nesses congressos da igreja em Recife, muitas caravanas vem do interior, muitas irmas, mesmo simples, e mesmo sem ter direito uma passagem, com o sertao sofrendo e seca e a fome, mas sonam em conhecer a cidade do Recife e o grande templo.
Quem olhou direito o que vem acontecendo esses dias, ou anos, percebeu que o ppastor Ailton tem evitado chamar irmaos preletores de fora, pelo menos para essa festa, mas prefere valores da terra.
Que as maravilhas de Deus continue em nossas vidas.

"VEM ALGO DE DEUS AÍ"

Mais uma vez o culto foi uma bênção, para a glória de Deus, a segunda noite do 15 Congresso das Mulheres em Pernambuco. Foi com essa palavra acima que o evangelista Natanael marcou a mensagem de dele. A igreja é liderada pelo pastor Aílton José Alves. Bela noite.
Cantaram os músicos, Jair Santos, Miriã Mical, Eliã Oliveira, com o hino Providência, o qual foi escrito em um avião; depois, cantou o quarteto Gênesis, entre outros. Maravilha de culto.
Com o tema “Mulher cristã Revestida das armas da Luz”, a festa continuou, tendo visitantes de vários estados, como também o grande coral de mulheres da igreja em Alagoas, irmãos do RN e Bahia, os qual vem todo ano. E também o grande coral de quatro mil vozes! Aja voz.
A palavra ficou a cargo do irmão evangelista Natanael Bale, servo de Deus. Ele leu em Provérbios 31.10 ss, e fez referencia a Abraão e outros personagens bíblicos. Começou devagar, e pareceu a alguns que não ia sair muita coisa, mas só era o começo de uma grande mensagem, que alimentou a igreja, e animou os tristes, fortaleceu os fracos, e curou os doentes.
Entre as frases marcantes que disse, algumas foram lindas, como “dar gargalhadas com Deus”; “vem algo grande de Deus aí; “deixe o futuro com Deus; “Deus empenhou sua palavra”.
E a mensagem prosseguiu, e ele falou para recebermos um abraço de Deus, e que o futuro é um gigante, que, como foi no tempo de Davi, assim também é conosco.
Numa mensagem dirigida para algum, ele disse para parar de correr para lá e para cá, pois Deus vê as coisas que não existem, totalmente feitas, bem acabadas.
Devemos rir com Deus, das dificuldades, zombar delas, pois maior é Deus, que a tudo sujeitou e sujeita.
Após a palavra do evangelista, o grande coral cantou um belo hino “Grandioso és tu”, um dos mais conhecidos da igreja. Antes duas pessoas aceitaram a Cristo.
Grande culto o de hoje, para a glória de Deus.